Colunistas

Publicado: Sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Niemeyer e Deus

Crédito: Internet Niemeyer e Deus
"Pensando bem, até que vim parar em bom lugar..."

Parou de respirar. Foi coberto por uma enorme claridade. Sentiu uma leveza sem par, como se tivesse percorrido os tempos e os momentos numa fração de segundos. E então ouviu uma voz, que o chamava:

- Oi, Oscar.

- Quem?

- Aqui... Sou Eu.

- Quem é você?

- Sou Deus. Lembra de mim?

- Claro que não. Sou ateu. Não acredito em Deus, religiões, providências divinas...

- O fato de você não acreditar, não significa que Eu não exista de verdade.

- Percebo. Onde estou? Morri?

- Morreu. Ou melhor: nasceu para a eternidade. Você passou para este lado, não há mais volta.

- Mas... E os outros? Ficarão bem? Minha mulher, meus filhos e netos? E os meus projetos?

- Todos ficarão bem. Sempre ficam, desde que o mundo é mundo. Seus projetos alguém vai tocar pra frente.

- E que farei aqui, na eternidade?

- Projetos, muitos outros projetos! Temos muito no que trabalhar, Oscar. E você também irá conviver com muitas pessoas de quem está cheio de saudade. Aquelas que vieram pra cá antes de você.

- E por que justo você, Deus? Por que veio ter comigo? Eu que nunca acreditei...

- Você não acreditava em mim. Mas eu acreditava em você. E mesmo assim, você fez um ótimo trabalho lá embaixo.

- Verdade... Pensando bem, 104 anos... Não é pouca coisa!

- Sim, Oscar. Você foi um grande ser humano. Fez a diferença. No fim, isso é o que importa.

- É. Você tem razão. Dinheiro, bens materiais, status social, comodidades. Ficou tudo para trás.

- Oscar, olhe pra frente. Você tem um Universo a descobrir. E perceberá que muito do que já sabe, na verdade, veio daqui.

- Tá bom. Eu topo. Como diria o Vinícius: "Que seja eterno enquanto dure".

- Ah, sim. Ele está aqui.

- Quem, o Vinícius?

- É. Logo você se reencontrará com muita gente.

- Que ótimo! No fim das contas acho que, por ter sido um ateu convicto, até que vim parar em bom lugar... Desculpe qualquer coisa, tá? Eu realmente não sabia.

- Não tem problema, Oscar. Fique tranquilo.

- Ainda bem que, apesar dos pesares, não fui parar no Inferno!

- Realmente, Oscar. Você detestaria: a arquitetura de lá é terrível!

Comentários

Visão de Mundo

Salathiel de Souza

Salathiel de Souza

Jornalista, professor e teólogo, iniciou carreira em 1996. Membro da Academia Ituana de Letras, é diácono transitório na Diocese de Jundiaí (SP) e autor de "Tudo Pela Missão! - Minha Experiência Missionária em Roraima".

Arquivo