Colunistas

Publicado: Sexta-feira, 17 de maio de 2019

Nascidos para superar

Crédito: Pesquisa no Google Nascidos para superar
Não há limites para o ser humano

Há cerca de 350 mil anos, surgia no leste da África um ser bípede que começava a deixar seus primeiros rastros. Depois de uns 50 mil anos evoluindo, esse ser já se apresentava com um corpo ereto e um cérebro bem mais desenvolvido, repleto de capacidades como o raciocínio abstrato, linguagem, introspecção e até com a habilidade de resolver problemas. Aqui nascia o ser humano.

Todas essas características, unidas, possibilitaram este ser a usar os braços para manipular objetos e criar ferramentas, ajudando-o na alteração do ambiente à sua volta, de acordo com suas necessidades. Entre dois e três séculos depois, iniciava o desenvolvimento da autoconsciência, da racionalidade e da sapiência deste ser humano que abriram as portas para novos desafios e novas descobertas, tornando-o capaz de criar, inovar e evoluir. Um exemplo forte dessa evolução foi o advento da agricultura, período em que as ferramentas metálicas começaram a ser produzidas.

O leitor deve estar pensando que este artigo vai tratar da origem do homem. Mas não. Este breve histórico é uma pitada da capacidade humana. Mostra como o ser humano é capaz de enfrentar e superar os obstáculos que surgem em seu caminho, seja ele qual for. Veja a seguir algumas invenções que marcaram a história do homo sapiens. Centenas, senão milhares de outros exemplos caberiam nesta lista, mas a ideia aqui é fazer o leitor entender o quão criativo somos e quão capazes somos para lidar, entender e superar toda e qualquer dificuldade, problema ou crise.

Não é preciso muito esforço para lembrar de situações das quais, nós, seres pensantes, demos a volta por cima de grandes desafios como na medicina, na construção civil, na física, na ciência, na educação, nos esportes e tantas outras áreas. Um exemplo que gosto muito é dos artistas circenses, tanto de circos pequenos nacionais, quanto de grandes internacionais. Os esforços de cada um, a disciplina, a sinergia entre todos e o real senso de equipe me impressiona! Quando um circo pequeno chega a uma cidade do interior e começam a montar a tenda e todo o espaço, mesmo com poucas condições financeiras e estruturais, a força física, mental, a doação, a entrega, o acreditar, o sentimento e capacidade de superação dispendidos é inspirador!

Todo ser humano é dotado de habilidades e todos têm a capacidade de desenvolver novas. Isso é inegável e já foi comprovado por cientistas, psicólogos, psiquiatras, filósofos, médicos, treinadores físicos, entre outros especialistas. A questão é o quanto cada um quer adquirir essa ou aquela habilidade e o quanto está disciplinado e se esforça para isso.

O século em que vivemos, além de ser conhecido como a ‘Era da Informação’ e ‘Era Digital’, também é chamada da ‘Era do Empreendedorismo’. O coach, educador corporativo, palestrante e diretor do Instituto Colombo Desenvolvimento Profissional, Euclides Colombo, afirma que “os empreendedores estão quebrando paradigmas, superando barreiras sociais e culturais, renovando conceitos econômicos, criando oportunidades e gerando riquezas para uma sociedade cada dia mais exigente. Se você observar, o mundo todo vive um momento de expansão do empreendedorismo, com seus desafios, é claro, mas com grandes oportunidades em quase todas as áreas”. Nem precisa explicar, precisa?

Todas essas características do ser humano criou o(s) cenário(s) em que vivemos hoje, seja(m) ele(s) positivo(s) ou negativo(s). Usamos nosso conhecimento adquirido ao longo de 300 mil anos e construímos, fazemos, desenvolvemos coisas incríveis, que salvam vidas ao redor do mundo, mas, infelizmente, também criamos centenas de ‘ferramentas’ que destroem e matam.

A evolução nunca vai parar, há muito ainda para aprendermos e muito a ser feito, só precisamos ter a certeza que vamos utilizar, o que quer que seja criado, para o bem em comum.

**Com informações do Wikipedia

Comentários

Criando Consciência

Rafael Ramires

Rafael Ramires

Jornalista formado pela Faculdade Prudente de Moraes (FPM), trabalhou em diversos veículos da cidade, região e capital. Atualmente é coach e atua como assessor de imprensa e desenvolvedor de marketing digital para empresas.

Arquivo