Colunistas

Publicado: Domingo, 19 de julho de 2015

Não guarde só para si

Não guarde só para si

 

 

TEMPO COMUM – Ano “B”

16º. Domingo - 19 de julho de 2015

Evangelho (Marcos, 6, 30-34

...............................................................................................................................

“”    Naquele tempo, os apóstolos reuniram-se com Jesus e contaram tudo o que haviam feito e ensinado.

Ele lhes disse:

“Vinde sozinhos para um lugar deserto e descansai um pouco”.

Havia, de fato, tanta gente chegando e saindo, que não tinham tempo nem para comer. Então foram sozinhos, de barco, para um lugar deserto e afastado. Muitos os viram partir e reconheceram que eram eles. Saindo de todas as cidades, correram a pé e chegaram lá antes deles.

Ao desembarcar, Jesus viu uma numerosa multidão e teve compaixão, porque eram como ovelhas sem pastor.

Começou, pois, a ensinar-lhes muitas coisas.    “”

...............................................................................................................................

Na semana passada, ainda com narrativas de São Marcos, como ocorreu aliás desde o primeiro domingo de julho, contava-se de como os discípulos foram enviados por Jesus, numa espécie de treinamento ou para por em prática as lições do Mestre, aquela de evangelizar diretamente junto ao povo.

Eles, pois, saíram a campo e, na volta, certamente com muito entusiasmo e felicidade, queriam contar e contaram mesmo todas as passagens da missão.

Condoído do esforço deles, Jesus os convidou a descansar.

Mas esse propósito frustrou-se por si mesmo.

As multidões, certamente entusiasmadas com aquele primeiro momento evangelizador, queriam é estar perto e junto dos apóstolos.

Jesus, a essa hora, também percebeu o carinho do povo e, por isso, ao invés de descanso, certamente as pregações continuaram a serem feitas.

Evangelizar, de rigor, nem seria algo que se treine e aprende. Evangelizar com autenticidade acontece por si, como que uma necessidade interior de comunicar a todos, a quaisquer pessoas, a alegria da alma de quem se faz seguidor de Cristo.

Não guarda só para si.

                                                                                                                                                                            João Paulo

Comentários

Reflexão Dominical

João Paulo

João Paulo

João Paulo, pseudônimo do jornalista Bernardo Campos, adotado para temas de espiritualidade.

Arquivo

17 dias atrás

Olhemo-nos de frente

14 de setembro de 2019

Ovelha desgarrada inquieta o Pastor

7 de setembro de 2019

O peso da cruz

Ariza Centro Veterinrio