Colunistas

Publicado: Quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Muita missão pela frente

 

II DOMINGO DA QUARESMA

Fevereiro, 24 – 2013 – Ano C

Evangelho (Lucas, 9,28-36)

...............................................................................................................................

“”    Naquele tempo,Jesus levou consigo Pedro, João e Tiago e subiu à montanha para rezar. Enquanto rezava, seu rosto mudou de aparência e sua roupa ficou muito branca e brilhante.

Eis que dois homens estavam conversando com Jesus: eram Moisés e Elias. Eles apareceram revestidos de glória e conversavam sobre a morte que Jesus iria sofrer em Jerusalém.

Pedro e os companheiros estavam com muito sono. Ao despertarem, viram a glória de Jesus e os dois homens que estavam com Ele. E quando estes homens iam se afastando, Pedro disse a Jesus:

“Mestre, é bom estarmos aqui. Vamos fazer três tendas: uma para ti, outra para Moisés e outras para Elias”.

Pedro não sabia o que estava dizendo. Ele estava ainda falando quando apareceu uma nuvem que os cobriu com sua sombra. Os discípulos ficaram com medo ao entrarem dentro da nuvem.  Da nuvem, porém, saiu uma voz que dizia:

“Este é o meu Filho, o escolhido. Escutai o que Ele diz!”

Enquanto a voz ressoava, Jesus encontrou-se sozinho.

Os discípulos ficaram calados e naqueles dias não contaram a ninguém  nada do que tinham visto.    “”

..........................................................................................................................

A luminosidade, Jesus transfigurado, Moisés e Elias nessa aparição, - tal cena pode sim e com tranquilidade ser comparada a uma mostra mínima do que sejam os céus, a vida eterna para todos os fiéis.

E foram momentos somente. Mesmo assim, Pedro, sempre ele, a propor a Jesus que ficassem ali mais tempo. Evidente que ele estava sob o impacto daquela visão sublime, não só imagem mas a reunião ali de seis personagens. Ao vivo. Resplandecente.

Ao consagração veio logo em seguida, sob a voz do alto, a proclamar que Jesus era o Filho, digno de ser escutado e seguido.

Como resultado, não havia sentido querer permanecer ali, em tendas para os profetas e o Mestre. Os apóstolos não sabiam que somente andar com Jesus viria a ser apenas uma das partes da vida deles. Provavelmente não teriam assumido que seriam os continuadores daquela obra, principalmente depois da Ressurreição e Ascensão de Jesus.

Muita missão pela frente, transposta essa particularidade para os cristãos de sempre, portanto da modernidade também.

Justamente.

Nos dias atuais.

                                                                                         João Paulo

                                                                         

 

 

 

Comentários

Reflexão Dominical

João Paulo

João Paulo

João Paulo, pseudônimo do jornalista Bernardo Campos, adotado para temas de espiritualidade.

Arquivo

17 dias atrás

Olhemo-nos de frente

14 de setembro de 2019

Ovelha desgarrada inquieta o Pastor

7 de setembro de 2019

O peso da cruz

Ariza Centro Veterinrio