Colunistas

Publicado: Segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Maria visita Isabel

Quarto Domingo do Advento.
O Natal aí está!
Lucas narra de como Maria, pressurosa, correu prestar ajuda à prima Isabel.
O fato está contado nos versículos de 39 a 45, do capítulo primeiro.

“” Naqueles dias, Maria partiu para a região montanhosa, dirigindo-se, apressadamente, a uma cidade da Judéia.
Entrou em casa de Zacarias e cumprimentou Isabel.
Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança pulou no seu ventre e Isabel ficou cheia do Espírito Santo.

Com um grande grito exclamou:
“Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre! Como posso merecer que a mãe do meu Senhor me venha visitar? Logo que a tua saudação chegou aos meus ouvidos, a criança pulou de alegria no meu ventre. Bem aventurada aquela que acreditou, porque será cumprido o que o Senhor lhe prometeu”.  “”

Houvesse solidariedade, todos os problemas do homem seriam resolvidos. Ou pelo menos consoladoramente mitigados.

Qualquer carência ou necessidade, de apoio físico, material ou espiritual de alguém, encontraria logo sua ajuda, atentas que estariam as pessoas entre si.

A solidariedade tem no seu mais puro sentido o desprender-se alguém de si em benefício do outro. Cada ser humano, mesmo os limitados de alguma forma, traz consigo uma infinidade de qualidades próprias e específicas e, justamente, a troca entre dessas virtudes e dessa capacidade, reverteriam num bem estar geral.

Assim fez Nossa Senhora.

Grávida, não lhe fora fácil ter passos apressados em estrada pedregosa e íngreme. Poderia talvez ter sido conduzida no dorso de um burrinho, quem sabe, mas mesmo assim numa postura evidentemente incômoda.

Não fez visita de aparência ou visita que hoje se denomina visita de médico, a de entrar e sair. Ficou três meses com a prima Isabel.

Em torno de si, procurem sim todas as pessoas hoje tornarem-se úteis e prestativas, sem qualquer interesse. Mesmo que façam isso com toda boa vontade e desprendimento, há um retorno automático que a alegria de poder servir sempre proporciona.  

Comentários

Reflexão Dominical

João Paulo

João Paulo

João Paulo, pseudônimo do jornalista Bernardo Campos, adotado para temas de espiritualidade.

Arquivo

22 dias atrás

Olhemo-nos de frente

14 de setembro de 2019

Ovelha desgarrada inquieta o Pastor

7 de setembro de 2019

O peso da cruz

Ariza Centro Veterinrio