Colunistas

Publicado: Sábado, 17 de dezembro de 2011

Mais trabalho para os vereadores

Mais trabalho para os vereadores
Vereadores poderiam trabalhar mais um pouquinho...

Imagine se, no último dia de trabalho antes da pausa para as festividades natalinas, seu chefe lhe chamasse. E lhe contasse que, a partir de janeiro de 2012, você passaria a ganhar mais, pois a empresa lhe concederia um aumento de 60% no salário.

Pois foi justamente isso o que aconteceu na Câmara de Vereadores de Itu, fato que deixou indignada toda a população (ou quase toda). Com a diferença que lá os nossos alcaides são patrões de si mesmos e legislam em causa própria.

Claro que sempre há um ou outro vereador de oposição que não vota a favor do aumento de salário. Mas como acaba sendo sempre voto vencido, normalmente este também receberá o aumento no ano seguinte sem maiores muxoxos.

Outras Câmaras, de várias cidades do país, fizeram o mesmo. O que não justifica um aumento desse tamanho para um salário que já é significativo. O pior é que esses vereadores não agem contra a lei, que permite esse mecanismo do aumento salarial. Mas vale sempre ressaltar que nem tudo o que está na lei é ético. Nem tudo que é juridicamente legal, é aprovado do ponto de vista moral.

Em Itu nossos vereadores passarão a receber cerca de 626 reais por hora. É muito. A maioria da população, a quem os vereadores em tese representam, não ganha um salário desses durante a vida.

Que me perdoem os vereadores ituanos, mas posso dar minha opinião abertamente porque conheço vários deles e sempre tivemos uma relação respeitosa: situações como esta, depois de 25 anos de retorno do Brasil à rotina democrática, são uma vergonha. São verdadeiras ofensas ao eleitorado.

Deixarei de lado a questão do mérito, se esses aumentos são realmente necessários ou não. Tudo isso é muito discutível e há argumentos infinitos de ambas as partes. Mas como cidadão e eleitor, deixarei uma sugestão concreta após esta minha crítica construtiva.

Sugiro que nossos vereadores realizem no mínimo duas sessões ordinárias por semana, às segundas-feiras e às quintas-feiras. E que estas sejam feitas sempre às 19h ou 19h30, respeitando os cidadãos em seu direito de poder acompanhar as sessões do Legislativo. Afinal, a maioria do povo trabalha no período das 8h às 18h, e não pode ir à Câmara Municipal às 14h.

Acho que seria, no mínimo, uma prova de boa vontade se nossos alcaides trabalhassem mais um pouquinho.

 

- Faça seu comentário e mande sua sugestão de assunto para o artigo seguinte!

- Acompanhe o Programa Amém (3ª feiras, às 20h) e o Nova Cultura (domingos, às 11h) em www.novaitufm.com.br

Comentários

Visão de Mundo

Salathiel de Souza

Salathiel de Souza

Jornalista, professor e teólogo, iniciou carreira em 1996. Membro da Academia Ituana de Letras, é diácono transitório na Diocese de Jundiaí (SP) e autor de "Tudo Pela Missão! - Minha Experiência Missionária em Roraima".

Arquivo