Colunistas

Publicado: Segunda-feira, 7 de junho de 2010

Levanta-te !

 Décimo Domingo Comum – 6 de maio. 2010

Evangelho no dizer de Lucas.

Capítulo 7, de 11 a 17.

*   *   *   *   *

“” Naquele tempo, Jesus dirigiu-se a uma cidade chamada Naim. Com ele iam seus discípulos e uma grande multidão.

Quando chegou à porta da cidade, eis que levavam um defunto, filho único; e sua mãe era viúva. Grande multidão da cidade a acompanhava.

Ao vê-la, o Senhor sentiu compaixão para com ela e lhe disse:

“Não chore!”

Aproximou-se, tocou o caixão, e os que o carregavam, pararam.

Então Jesus disse:

“Jovem, eu te ordeno, levanta-te!”

O que estava morto sentou-se e começou a falar. E Jesus o entregou à sua mãe.

Todos ficaram com muito medo e glorificavam a Deus, dizendo:

“Um grande profeta apareceu entre nós e Deus veio visitar o seu povo”.

E a notícia do fato espalhou-se pela Judéia inteira e por toda a redondeza.  “”

*   *   *   *   *

Levanta-te!

Um ordenamento que se cumpriu de imediato.

Fato extraordinário? Sim, claro. Evidente. Um milagre, com tudo de inexplicável e incompreensível a olhos humanos.

E não se canta nos dias de hoje, - a multidão feliz, - que Cristo tem poder?

Jesus vai ao extremo de fazer ressuscitar o jovem, condoído da mãe desvalida, pois ali terminava sua família, viúva que era.

Por isso que por reconhecer nele por primeiro a condição divina, é que lhe traremos todas as nossas preocupações. Mas, amigo que é, também que lhe digamos as alegrias e favores todos que nunca cessa de conceder a quem procura.

Noutra passagem, ele o diz formalmente: “Pedi e recebereis”.

Não se acham nas escrituras aquelas palavras costumeiras dos homens, muitos deles, de quando se lhes pede um favor: verei o que posso fazer; vou pensar; talvez.

Que valores outros, em tempos de agora, moveriam os homens se poucos se voltam à realidade do Jesus, Deus e Senhor?

Mesmo os milagres, porventura não acontecem mais? Será? Perpassou alguém os dias todos de sua vida, seja qual for sua idade, a considerar se não aconteceram momentos e fatos especiais com ele ou ela?

De mais a mais, é o fiel socorrido pelo dom da fé e seja ela o bastante para se por de joelhos em adoração.

Deus está sempre por perto!

Afinal de contas, ao cabo de uma confissão, penitente e arrependido, não se opera em seu favor, de novo, o “levanta-te”?

E não é aí exatamente que você ressuscita das sombras do pecado e se ergue para a luz do dia da graça?

Levanta-te!

Comentários

Reflexão Dominical

João Paulo

João Paulo

João Paulo, pseudônimo do jornalista Bernardo Campos, adotado para temas de espiritualidade.

Arquivo

22 dias atrás

Olhemo-nos de frente

14 de setembro de 2019

Ovelha desgarrada inquieta o Pastor

7 de setembro de 2019

O peso da cruz

Ariza Centro Veterinrio