Colunistas

Publicado: Quarta-feira, 3 de abril de 2013

Jesus ressuscitou, aleluia !

PÁSCOA DA RESSUREIÇÃO

Domingo, março, 31.  2013.

Ano C – Evangelho (João, 20, 1-9)

.............................................................................................................

“”    No primeiro dia da semana, Maria Madalena foi ao túmulo de Jesus, bem de madrugada, quando ainda estava escuro, e viu que a pedra tinha sido retirada. Então ela saiu correndo e foi encontrar Simão Pedro e o outro discípulo, aquele que Jesus amava, e lhe disse:

“Tiraram o Senhor do túmulo e não sabemos onde o colocaram”.

Saíram, então, Pedro e o outro discípulo e foram ao túmulo. Os dois corriam juntos, mas o outro discípulo correu mais depressa que Pedro e chegou primeiro ao túmulo. Olhando para dentro, viu as faixas de linho no chão, mas não entrou. Chegou também Simão Pedro, que vinha correndo atrás, e entrou no túmulo. Viu as faixas de linho deitadas no chão e o pano que tinha estado sobre a cabeça de Jesus, não posto com as faixas, mas enrolado num lugar à parte.

Então entrou também o outro discípulo, que tinha chegado primeiro ao túmulo. Ele viu e acreditou.

De fato, eles ainda não tinham compreendido a Escritura, segundo a qual Ele devia ressuscitar dos mortos.    “”

.............................................................................................................

Imprevistos provocaram atraso na apresentação das reflexões da semana, alusivas à Páscoa, que seguem agora:

Toda conversão pode levar o penitente, do erro à perfeição. É assim que Jesus concede, a quem o queira, com sinceridade e propósito ao menos naquele momento de não mais recair, viver a graça em plenitude. Madalena, pois, demonstra que passara em definitivo pela ponte segura de onde atravessou para a terra firme da perseverança. Fez-se então na personagem primeira a visitar o túmulo de Jesus. Antecipou-se a todos.

De seu aviso, é que Pedro e o apóstolo mais jovem,  puseram-se a correr para lá.

Idoso, Pedro chegou depois, mas não titubeou; ousou entrar na tumba de uma vez.

A partir daí ficou evidente a Ressurreição de Jesus.

Gloriosas e solenes ao depois as aparições do Mestre aos discípulos, consagradas com o brilho de lhes trazer o Espírito Santo.

Jesus ressuscitou, aleluia!

Nada mais inspirador, neste instante, do que o próprio leitor, sem pejo, acompanhado ou a sós, quedar-se um instante para entoar:

 

“E quando amanhecer, o dia eterno, a plena visão,

ressurgiremos por crer, nessa vida escondida no pão!”

                                                  

                                                                                                                            João Paulo

                                                                 

Comentários

Reflexão Dominical

João Paulo

João Paulo

João Paulo, pseudônimo do jornalista Bernardo Campos, adotado para temas de espiritualidade.

Arquivo

20 dias atrás

Olhemo-nos de frente

14 de setembro de 2019

Ovelha desgarrada inquieta o Pastor

7 de setembro de 2019

O peso da cruz

Ariza Centro Veterinrio