Colunistas

Publicado: Quarta-feira, 20 de abril de 2011

Jesus ressuscitou. Aleluia!

Páscoa da Ressurreição.

Domingo: 24 de abril. 2011.

Num relato breve, direto e objetivo, João comprova a ressurreição do Mestre.

São os primeiros nove versículos do capítulo 20.

*   *   *   *   *

“”  No primeiro dia da semana, Maria Madalena foi ao túmulo de Jesus, bem de madrugada, quando ainda estava escuro, e viu que a pedra tinha sido retirada do túmulo. Então ela saiu correndo e foi encontrar Simão Pedro e o outro discípulo, aquele que Jesus amava, e lhes disse: “Tiraram o Senhor do túmulo e não sabemos onde o colocaram”.

Saíram, então, Pedro e o outro discípulo e foram ao túmulo. Os dois corriam juntos, mas o outro discípulo correu mais depressa que Pedro e chegou primeiro ao túmulo. Olhando para dentro, viu as faixas de linho no chão, mas não entrou.

Chegou também Simão Pedro, que vinha correndo atrás, e entrou no túmulo. Viu as faixas de linho deitadas no chão e o pano que tinha estado sobre a cabeça de Jesus, não posto com as faixas, mas enrolado num lugar à parte.

Então entrou também o outro discípulo, que tinha chegado primeiro ao túmulo. Ele viu e acreditou.

De fato, eles ainda não tinham compreendido a Escritura, segundo a qual ele devia ressuscitar dos mortos.  “”

*   *   *   *   *

É com inteira propriedade que as Escrituras transmitem aos fiéis e aos povos em de todos os tempos os acontecimentos na sua plena verdade e realidade. E o faz com detalhes, como se constata neste trecho do Novo Testamento, primeiro relato da ressurreição de Jesus.

Os evangelhos cuidam pormenorizadamente das narrativas e sempre numa linguagem que de propósito é repetitiva. Para não deixar dúvida.

Madalena informa o vazio da tumba. Pedro e João a visitam de imediato e relatam, os dois, que as faixas de linho estavam no chão. Pedro realça ainda mais os pormenores, por notar que o pano que cobrira a cabeça de Jesus estava dobrado em lugar diferente.

Os cristãos, portanto, reverentemente gozam e perpetuam a demonstração do carinho de como Jesus os acompanha ao longo dos séculos, não como figura histórica, mas de presença e amor reais, verdadeiros, perceptíveis.

Jesus ressuscitou.

Glórias lhe sejam dadas.

Aleluia!

                                                                João Paulo                                                             

Comentários

Reflexão Dominical

João Paulo

João Paulo

João Paulo, pseudônimo do jornalista Bernardo Campos, adotado para temas de espiritualidade.

Arquivo

20 dias atrás

Olhemo-nos de frente

14 de setembro de 2019

Ovelha desgarrada inquieta o Pastor

7 de setembro de 2019

O peso da cruz

Ariza Centro Veterinrio