Colunistas

Publicado: Domingo, 10 de dezembro de 2006

Jesus: consolo e alívio

Jesus: consolo e alívio
Há várias passagens lindas no Evangelho. Servem para todas as ocasiões. Por isso dizemos que a Bíblia é um livro vivo, uma verdadeira ferramenta a auxiliar a vida dos cristãos. Sabendo utilizá-la temos à nossa disposição uma verdadeira fonte de força e esperança, sabedoria e conforto, ânimo e fé.
 
Significativa nos tempos mais difíceis é o trecho em que Jesus nos dia: "Vinde a mim vós que estais cansados e eu os aliviarei". Assim como aquele em que afirma: "Coragem! Eu venci o mundo!". Pensando nas imensas dificuldades enfrentadas por Cristo, igual a todos os seres humanos em tudo (menos no pecado) podemos perceber o quanto valem tais afirmações.
 
Muitos se lembram de contemplar apenas o lado divino de Jesus, que de fato é o Verbo encarnado, é Deus que se fez igual aos homens para redenção de toda a humanidade. Espantados com seus milagres e gestos tão maravilhosos, acabamos esquecendo de ver também o lado humano de Cristo. Esquecemos do Jesus que chorou, do Jesus que sorriu, do Jesus que ficou bravo, do Jesus que demonstrou alegria, do Jesus que teve medo, do Jesus que teve fome e sede, do Jesus que se sentiu solitário e abandonado por todos.

Assim, caímos no risco de pensar que para Cristo tudo foi muito fácil, por ser ele o Filho do Homem. Pois é justamente o contrário. Creio que para Jesus as coisas foram tão ou mais difíceis como são para qualquer homem ou mulher. Entretanto Cristo nos deu muitos exemplos ao buscar sempre no Pai as forças necessárias para seguir em frente, mesmo quando as situações eram extremamente desfavoráveis.
 
A vida é cheia de altos e baixos. Saber lidar com as fases boas e ruins é um grande passo de aprendizado em nossa existência. Temos que saber aceitar a vida como ela é. Como diz a Sagrada Escritura "a chuva cai sobre justos e injustos". Se colocarmos um justo e um pecador debaixo de um temporal, os dois ficarão molhados do mesmo jeito. Pode parecer cruel, mas está de acordo com a sabedoria de Deus. Se o Pai permite que fatos negativos caiam sobre nossas vidas é sempre para nos ensinar algo de grande importância.
 
Eis a nossa fé. Quando ficava triste e abatido, preocupado ou diante de uma escolha difícil, Jesus tomava uma só atitude: rezava. E rezar, nesse caso, não era ficar repetindo uma série de palavras sem meditar no que elas significam. Era a oração em estado mais puro: o diálogo pessoal e sincero com Deus. Praticamente uma conversa com o Criador. Tal prática não foi exclusiva de Cristo. Hoje qualquer um de nós pode rezar assim. Como afirma Jesus, essa oração sincera é a mais apreciada por Deus, porque brota direto da mente e do coração de cada um.
 
Os fardos desta vida não são fáceis de carregar. Durante a caminhada, muitas vezes as dificuldades nos levam a baixar a cabeça. É natural que assim seja, reação normal devido ao abatimento. Mas Jesus insiste que não podemos nos entregar a uma situação dessas. Muitos caem no desânimo e na depressão, tornando-se escravos da tristeza. É preciso lembrar que Cristo nos dá uma alternativa: ir até ele buscando consolo e alívio.
 
As promessas de Jesus são todas cumpridas ao extremo. Em nossas dificuldades ele está ao nosso lado, nos consola, chora junto, nos ajuda a carregar as cruzes que temos. E nos diz para ter coragem: pois se ele conseguiu vencer as dificuldades deste mundo, nós como seus discípulos também iremos conseguir. Quando a fraqueza surgir na sua frente, quando as coisas da vida fizerem você baixar a cabeça, aproveite a posição de humildade de quem está cabisbaixo e ore. Reze para que Jesus dê as forças necessárias para continuar caminhando.
 
Eis o segredo para vencer os obstáculos deste mundo. Eis a forma de estarmos sempre em maior contato com Deus. Eis o jeito de nos assemelharmos mais e mais à pessoa de Jesus, seguindo seu exemplo.
 
Amém.
Comentários

Visão de Mundo

Salathiel de Souza

Salathiel de Souza

Jornalista, professor e teólogo, iniciou carreira em 1996. Membro da Academia Ituana de Letras, é sacerdote católico apostólico romano e autor de "Tudo Pela Missão! - Minha Experiência Missionária em Roraima".

Arquivo

13 dias atrás

CATÓLICO MEIA-BOCA

26 dias atrás

Chame o Padre!

27 de junho de 2019

Tudo, Menos Católico...