Colunistas

Publicado: Sexta-feira, 23 de maio de 2014

Igualdade Com os Homens: Pra Quê?

Crédito: Internet Igualdade Com os Homens: Pra Quê?
A mulher de verdade faz muita falta hoje em dia.

Houve uma grande confusão quando finalmente a sociedade passou a discutir a questão da igualdade entre homens e mulheres. Tudo começou com a igualdade social, pleito mais que justo. As mulheres devem ter acesso a todas as oportunidades oferecidas aos homens.

Na busca pela igualdade social, pulou-se para a igualdade de comportamentos. Algumas mulheres acharam válido deixar de lado as características próprias da mulher para ficar mais parecidas com os homens, tanto em termos de vestuário quanto em relação ao sexo.

É mais que justo batalhar contra as diferenças sociais entre homens e mulheres. Mesmo depois de tantas lutas, ainda hoje a mulher é preterida, principalmente no ambiente de trabalho. Ainda imperam o machismo corporativo e a diferença salarial. Uma vergonha!

No mais, sinceramente, no que diz respeito às questões comportamentais, não vejo qual seria a vantagem para a mulher tornar-se mais parecida com os homens. Afinal de contas, não somos lá grande coisa. O homem é dependente da mulher em quase tudo, desde o nascimento.

Todo homem contou ou conta com o auxílio de uma figura feminina para vencer seus desafios. Creio que muitos homens tresloucados, a cometer barbaridades por aí, o fazem justamente porque não recebem o afeto, a atenção e o suporte de alguma mulher importante em suas próprias vidas.

O que nos leva a outro aspecto muito importante: o incremento (ou excremento?) da ideologia que prega o lesbianismo como alternativa às mulheres de hoje. A proposta é que a mulher seja igual ao homem até mesmo na hora de ir para a cama, usando o argumento da liberdade sexual para fazer uma escolha que a própria natureza torna clara ao demonstrar infrutífera.

Acompanhando filmes e seriados, é fácil comprovar que nos últimos dez anos a moda da onda lésbica vem numa crescente. Não há obra para o cinema ou televisão que não tenha o seu par de mulheres relacionando-se sexualmente.

Até mesmo nas novelas brasileiras os autores obrigatoriamente inventam personagens lésbicas, mesmo que nada tenham a ver com a trama. Ingenuidade pensar que isso é por acaso ou que não tem conseqüências. Tudo na vida tem um objetivo e um resultado.

E um dos resultados é que, aos poucos, na luta pela igualdade, a mulher vai ao mesmo tempo perdendo a sua identidade. Vai deixando, cada vez mais, de ser mulher. É uma pena. A mulher de verdade faz muita falta ao mundo e aos homens de hoje.

Amém.

 

- Acompanhe o Programa Amém todas as terças-feiras, a partir das 20h, na Rádio Nova Itu 105,9 FM ou em www.novaitufm.com.br

Comentários

Visão de Mundo

Salathiel de Souza

Salathiel de Souza

Jornalista, professor e teólogo, iniciou carreira em 1996. Membro da Academia Ituana de Letras, é sacerdote católico apostólico romano e autor de "Tudo Pela Missão! - Minha Experiência Missionária em Roraima".

Arquivo

23 dias atrás

OBRIGADÍSSIMO, ITU.COM!

18 de setembro de 2019

Padre Bento e o Xis da Questão

7 de setembro de 2019

CATÓLICO MEIA-BOCA

Ariza Centro Veterinrio