Colunistas

Publicado: Sexta-feira, 4 de janeiro de 2008

Grande Caravana do Oriente chega à cidade

Grande Caravana do Oriente chega à cidade
Salathiel de Souza,
Enviado especial a Belém
 
Nos dias seguintes ao nascimento de Jesus, filho do casal José e Maria vindos de Nazaré, nossa reportagem conseguiu uma conversa com eles. Ainda estavam na gruta, toda improvisada como um pequeno lar. A manjedoura dos animais servia de berço para a criança. Panos e sacolas foram penduradas em um pequeno varal.
 
José afirmou ser carpinteiro e havia desposado Maria a menos de um ano. Fizeram uma longa e penosa viagem de Nazaré até Belém. Como toda dona-de-casa prendada, Maria já estava fazendo as primeiras peças do enxoval de seu filhinho.
 
Estávamos no meio da conversa quando ouvirmos alguém chamar lá fora. Uma grande caravana estava à porta da gruta, o que causou nova movimentação na periferia de Belém. Eram três os chefes daquela grande excursão. Chamavam-se Baltazar, Gaspar e Melchior. Apresentaram-se como reis-magos, pessoas muito ricas e residentes no Oriente, onde passavam os dias estudando e tornando-se cada vez mais sábios.
 
Para espanto de José e Maria, afirmaram ter vindo de longe para conhecer o rei dos judeus. O casal estranhou, mas calou. Os magos disseram ter chegado à gruta por indicação do rei Herodes, ao passarem por Jerusalém.
 
Ofereceram ao pequeno Jesus três presentes: ouro, incenso e mirra. Pouco tempo depois partiram por outro caminho, afirmando que não retornariam ao palácio de Herodes porque foram avisados em sonhos a não fazer isso.
 
Sem dúvida, a presença dessa família em Belém vem alterando a rotina de toda a cidade.
 
Amém.
Comentários

Visão de Mundo

Salathiel de Souza

Salathiel de Souza

Jornalista, professor e teólogo, iniciou carreira em 1996. Membro da Academia Ituana de Letras, é diácono transitório na Diocese de Jundiaí (SP) e autor de "Tudo Pela Missão! - Minha Experiência Missionária em Roraima".

Arquivo