Colunistas

Publicado: Segunda-feira, 13 de agosto de 2018

Entre o Bem e o Mal

Uma história indígena narra o diálogo entre um índio tomado pela raiva por ser injustiçado que procura o conselho do avô.
 - Eu também, meu neto, várias vezes lutei contra esses sentimentos. É como se existissem dois lobos dentro de mim. Um deles é bom e não faz mal… Mas o outro lobo… Este é cheio de raiva. Sua raiva e ódio são muito grandes, e por isso ele não mede as consequências de seus atos. Às vezes, é difícil conviver com estes dois lobos dentro de mim, pois ambos tentam dominar meu espírito.”
 - E qual deles vence? Indaga o garoto.
 - Aquele que eu alimento.

Voltemos ao relato da criação, onde lemos que Deus criou o homem e a mulher a Sua imagem e semelhança. De fato, Ele colocou todo o seu carinho no projeto humano. Escolheu o melhor “barro”, ou seja, o que de melhor a natureza poderia oferecer para moldar o nosso corpo, cujo nobre destino é ser Templo do Espírito Santo, santuário de uma Alma Imortal.

Deus criou o homem com Amor e para o Amor. Esperava que ele reconhecesse isso e seguisse a Sua Verdade e a Sua Vontade, aceitando livremente a necessária ligação entre o humano e o divino. Mas não criou escravos, confiou em nós e nos deu o livre arbítrio. Parece mesmo que está aqui a explicação para o aparente fracasso da sociedade humana: o mau uso da liberdade, verdadeiro tesouro herdado pelo homem.

Aliás, não demorou para desobedecer ao Criador e “descobrir” o orgulho, pecado original que, infelizmente, tornou-se seu companheiro inseparável e deu origem a tantos outros que bem conhecemos.

Iludiu-se com a possibilidade de se igualar a Deus, esquecendo-se Dele e de suas recomendações, sendo enganado pela astúcia da serpente…Começa aqui a grande batalha entre o Bem e o Mal, essas duas forças que determinam os rumos da sociedade e do mundo.

Embora sempre a bondade tenha sido exaltada como fundamental para a humanidade, o homem ainda tem sido uma vítima relativamente fácil das forças do mal e seus agregados: o ódio, a vingança, a falta de caridade, o egoísmo…

Com tudo isso, o ser humano tem caminhado para o materialismo, para uma verdadeira obsessão pelo TER que o coloca nas mãos dos falsos valores, dos falsos amigos, das falsas sensações de bem-estar e de felicidade, passando a conviver com deuses pagãos, dos quais o dinheiro é o mais cruel e selvagem.

Mesmo assim, Deus não desiste do homem. O Antigo Testamento demonstra muito bem isso, nos avisos e advertências ao seu povo através dos acontecimentos e dos profetas. Sem resultados definitivos de mudanças de vida, Deus resolve, num gesto de Amor infinito e incondicional, descer à terra e se encarnar no seio da Virgem Maria. Jesus veio ao mundo para nos salvar, para mostrar Ele próprio o caminho a ser seguido, deixando-nos o Evangelho como uma proposta de vida. Passou na terra fazendo o BEM, pregando o Amor, como armas para mudar o homem e o mundo.

Veio para valorizar o SER, para combater o pecado, afastar o MAL que assola a vida, a harmonia, e destrói as relações humanas e cristãs.

Morreu por nós, porque acredita na salvação do homem e do mundo. Permanece entre nós porque sabe que ainda precisamos Dele, mesmo diante de nossa autossuficiência.

“Veio para o que era seu e os seus não o receberam” (João 1, 11).

Contudo o mundo tem jeito porque o homem tem jeito, mas precisa aprender a viver enquanto é tempo. É fundamental colocarmos o Bem em nossa vida, valorizar nossas atitudes e o nosso papel na vida do mundo. Praticar o bem e estimular seguidores para formarmos uma corrente do bem. Quanto ao Mal, vamos afastá-lo de nossa vida, decretar uma guerra contra essa praga.

Com certeza esse é o caminho para uma mundo mais humano e possível para todos; temos que ter coragem, porque somos capazes e Deus está conosco nessa difícil empreitada.

Salve Maria!

Comentários

Família e Vida

Valdomiro Carezia

Valdomiro Carezia

Ex-professor e Auditor Fiscal Aposentado, possui Curso de Teologia para leigos. É colaborador no jornal "A Federação" de Itu.

Arquivo

2 dias atrás

Repartir, verbo divino!

16 dias atrás

O Bem faz Bem

29 de maio de 2019

Alimentos para a família!

23 de agosto de 2018

Sempre há o que partilhar!