Colunistas

Publicado: Sábado, 13 de outubro de 2012

E depois ?

TEMPO COMUM - Ano B

XXVIII DOMINGO - 14.10.12

Evangelho (Mc. 10, 17-30 ou 17-27)

...................................................................................................................................

""     Naquele tempo, quando Jesus saiu a caminhar, veio alguém correndo, ajoelhou-se diante dele e perguntou:

"Bom mestre, que devo fazer para entrar na vida eterna?"

Jesus disse:

"Por que me chamas de bom? Só Deus é bom, e mais ninguém. Tu conheces  os mandamentos:não matarás; não cometerás adultério; não roubarás;  não levantarás falso testemunho; não prejudicarás ninguém; honra teu pai e tua mãe!"

Ele respondeu:

"Mestre, tudo isso tenho observado desde a minha juventude".

Jesus olhou para ele com amor e disse:

Só uma coisa te falta: vai, vende tudo o que tens e dá aos pobres, e terás um tesouro no céu. Depois, vem e segue-me!"

Mas, quando ele ouviu isso, ficou abatido e foi embora cheio de tristeza, porque era muito rico.

Jesus então olhou ao redor e disse aos discípulos:

"Como é difícil para os ricos entrar no reino de Deus!",

Os discípulos se admiravam com essas palavras, mas ele disse de novo:

"Meus filhos, como é difícil entrar no reino de Deus! É mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha do que um rico entrar no reino de Deus!"

Eles ficaram muito espantados ao ouvirem isso e perguntavam uns aos outros:

"Então quem pode ser salvo?"

Jesus olhou para eles e disse:

"Para os homens isso é impossível, mas não para Deus. Para Deus tudo é possível".

Pedro então começou a dizer-lhe:

"Eis que nós deixamos tudo e te seguimos".

Respondeu Jesus:

"Em verdade vos digo, quem tiver deixado casa, irmãos, irmãs, mãe, pai, filhos, campos, por causa de mim e do evangelho, receberá cem vezes mais agora, durante esta vida - casa, irmãos, irmãs, mães, filhos e campos, com perseguições -, e, no mundo futuro, a vida eterna".    """"

...........................................................................................................................................................

O ter e possuir, choca-se com o desprendimento.

E Jesus vem e prega exatamente essa contradição, de que o homem não plenifique o bem terreno como algo superior ao divino e eterno.

Corre a praça a notícia do falecimento de siclano, fulano e beltrano. A seguir o ensinamento de Jesus é de se pensar seja grande e chocante a ruptura da vida terrestre com a chegada na eternidade. A atenção voltada superiormente para com os bens que passam, como que cega os olhos que por fim não enxergam mesmo a possibilidade das delícias do céu.

A visão beatífica de Deus, para sempre, haveria de permitir que cada qual procure viver da melhor maneira possível, mas sem perder de vista a eternidade.

A vida - longa que seja - é finita.

Um dia acaba.

E depois?

                                                                                                                   João Paulo

 

 

Comentários

Reflexão Dominical

João Paulo

João Paulo

João Paulo, pseudônimo do jornalista Bernardo Campos, adotado para temas de espiritualidade.

Arquivo

18 dias atrás

Olhemo-nos de frente

14 de setembro de 2019

Ovelha desgarrada inquieta o Pastor

7 de setembro de 2019

O peso da cruz

Ariza Centro Veterinrio