Colunistas

Publicado: Sexta-feira, 30 de março de 2012

Domingo de Ramos

Domingo de Ramos

Dia 1º de abril – 2012

Abre-se na verdade a Semana Santa, oficialmente, em 2012, com a procissão de Ramos, que fala da acolhida calorosa de Jesus, como bem relata o evangelho de Marcos, nos dez primeiros versículos do capítulo 11.

Jesus, montado em um jumentinho, é calorosamente aclamado pelo povo que ergue os ramos e os balança, para expressar júbilo.

Uma entrada triunfal em Jerusalém.

Já no evangelho da Santa Missa, imediatamente em seguida à procissão de Ramos, este também por conta de Marcos, já agora pelo seu capítulo 15, em que, ainda que narre a Paixão pelos versículos de 1 a 39, é na realidade bem sucinto.

O curioso é que o público, embora insuflado pelos sacerdotes, anciãos e mestres da lei, a exigir providências de Pilatos, era o mesmo que antes aplaudia.

Esta passagem serve bem para demonstrar como a mole humana se deixa comandar facilmente, até para o mal, esquecida de que se agora pediam a cabeça de Jesus,  fora ele ovacionado anteriormente.

Essa incerteza e volubilidade são marcas fortes do ser humano que, se não se finca numa fé contínua e cultivada, vai de cá para lá, com a maior facilidade e se faz seguidor de pregadores ousados e abusados.

O tempo quaresmal caminha para os seus dias finais e é de se esperar que todo fiel tenha se recolhido e, penitente, optado por cumprir com seus deveres para com Deus e a Igreja.

Tudo em suma para salvação da alma, eis que a vida terrena é curta, passageira e para o seu final não manda aviso.

João Paulo

Comentários

Reflexão Dominical

João Paulo

João Paulo

João Paulo, pseudônimo do jornalista Bernardo Campos, adotado para temas de espiritualidade.

Arquivo

22 dias atrás

Olhemo-nos de frente

14 de setembro de 2019

Ovelha desgarrada inquieta o Pastor

7 de setembro de 2019

O peso da cruz

Ariza Centro Veterinrio