Colunistas

Publicado: Sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Deus cuida de nós

29º Domingo Comum. 17 de outubro de 2010.

A temática do evangelho, hoje (Lc 18, 1-8), é a necessidade e a força da oração. Veja-se:

*   *   *   *   *

“” Naquele tempo, Jesus contou aos discípulos uma parábola,  para mostrar-lhes a necessidade de rezar sempre e nunca desistir, dizendo:

“ Numa cidade havia um juiz que não temia a Deus e não respeitava homem algum. Na mesma cidade havia uma viúva, que vinha à procura do juiz, pedindo:

‘Faze-me justiça contra o meu adversário!’

Durante muito tempo, o juiz se recusou. Por fim ele pensou: ‘Eu não temo a Deus e não respeito homem algum. Mas esta viúva já está me aborrecendo. Vou fazer-lhe justiça, para que ela não venha a agredir-me!’ ”

E o Senhor acrescentou: “Escutai o que diz esse juiz injusto. E Deus não fará justiça aos seus escolhidos, que dia e noite gritam por ele? Será que vai fazê-los esperar? Eu vos digo que Deus lhes fará justiça bem depressa. Mas o Filho do homem, quando vier, será que ainda vai encontrar a fé sobre a terra?”

*   *   *   *   *

Aspira você a consecução de algum sonho lícito, mesmo aquele que já demora a se realizar?

Alguma dor ou doença o incomodam?

Eventual problema de família se arrasta lá em casa?

Busca retomar velha amizade, por algum motivo estremecida?

Dói-lhe muito possível injustiça cometida contra você?

Problema ou preocupação do que quer que seja lhe tira o sono?

Acha-se você enfim acabrunhado por qualquer razão ou causa que seja, a ponto de lhe trazer instabilidade?

Pois aí acima, em poucas linhas, o breve evangelho de hoje lhe aponta a solução: rezar; rezar confiantemente.

Se o que você pedir não lhe cause mal a si ou a outrem, vai ter seus anelos resolvidos.

Apenas fique atento a que, também e com muita frequência, muitas vezes nem pedir sabemos. Mesmo assim, se não lhe for concedida exatamente a graça aspirada, fique certo de que Deus Nosso Senhor cuidará de lhe resolver melhor a questão. Ou suprir-lhe a carência de outro modo.

Sobre oração – apenas por curiosidade – faz-se lembrar agora o dito de um sacerdote muito amigo e professor na juventude, que dizia que oração de criança furava as nuvens.

Se a idade da infância preciosa já passou, que nos façamos então pequenos pela humildade e assim a prece ganhará força e importância.

Deus cuida de nós.

Sim, cuida mesmo, de nós todos e de desvencilhar os nós da vida.

                                                                        João Paulo

Comentários

Reflexão Dominical

João Paulo

João Paulo

João Paulo, pseudônimo do jornalista Bernardo Campos, adotado para temas de espiritualidade.

Arquivo

20 dias atrás

Olhemo-nos de frente

14 de setembro de 2019

Ovelha desgarrada inquieta o Pastor

7 de setembro de 2019

O peso da cruz

Ariza Centro Veterinrio