Colunistas

Publicado: Terça-feira, 11 de setembro de 2018

Desinformação

Crédito: Internet Desinformação
A escola não forma; a mídia desinforma e deforma.

No plano das idéias, onde convivem milhões de teorias oriundas das melhores intenções, Educação e Comunicação seriam aliadas no complexo trabalho de formação do ser humano. Nessa interação ambas agiriam como irmãs não gêmeas, mas siamesas, grudadas e vinculadas uma à outra em diversos aspectos.

Uma pessoa bem educada teria a capacidade de raciocinar por conta própria, desenvolvendo posturas pessoais e opiniões independentes para fazer suas escolhas. Tornaria-se, enfim, um ser humano autônomo, capaz de analisar a realidade à sua volta para apreender dela a verdade contida nas situações. Poderia, então, exigir seus direitos e praticar seus deveres de cidadão consciente.

Uma pessoa bem informada pelos Meios de Comunicação Social manteria-se atualizada sobre o que acontece ao seu redor, fosse no próprio bairro ou no mundo em geral. Teria a informação como aliada da educação já adquirida. Poderia avaliar bem os diversos contextos nos quais estivesse inserido como participante direto ou espectador ativo, adquirindo uma visão de mundo honesta e completa.

No plano da realidade, onde convivem milhões de ideologias absurdas oriundas das piores confusões mentais, Educação é sinônimo de adestramento e Comunicação é na verdade desinformação. Essa dobradinha maléfica baseia-se no aparelhamento ideológico das instituições educacionais e da mídia em geral. Nas escolas e universidades temos a doutrinação política correndo solta. Na imprensa temos as fakenews e as matérias desonestamente enviesadas sendo vendidas como a mais pura verdade.

Uma pessoa mal educada não consegue perceber que está sendo doutrinada. Uma das armadilhas da ignorância é justamente não deixar que o ignorante a perceba em si. Torna-se, assim, uma pessoa incapaz de raciocinar de modo independente, uma vez que sempre depende da opinião dos outros ou de “superiores”. E o pior acontece: ignorando seus direitos, também não cumpre seus deveres de cidadão, justamente porque não adquiriu consciência sobre o que isso possa significar.

Uma pessoa mal informada mantém-se alienada não pela falta da informação, mas pela péssima qualidade ou veracidade desta. Aliada ao adestramento ideológico, a desinformação gera um estado de histeria que não permite à pessoa enxergar fora da bolha na qual foi colocada. Desse modo, a pessoa não consegue avaliar com honestidade os contextos ao seu redor e tudo no mundo é resumido a conceitos toscos defendidos por falácias e frases feitas, como se um par de chavões pudesse descontruir toda uma realidade existente.

No Brasil de hoje a Educação não educa e a Comunicação não comunica. O triste quadro presente é o de escolas e universidades que adestram seus alunos como animais e o de grupos de mídia comprometidos com a mentira, por causa de seus interesses políticos e econômicos. Ou seja, a nossa imprensa não informa. Ao contrário, ela desinforma e até deforma.

Comentários

Visão de Mundo

Salathiel de Souza

Salathiel de Souza

Jornalista, professor e teólogo, iniciou carreira em 1996. Membro da Academia Ituana de Letras, é diácono transitório na Diocese de Jundiaí (SP) e autor de "Tudo Pela Missão! - Minha Experiência Missionária em Roraima".

Arquivo