Colunistas

Publicado: Sexta-feira, 17 de abril de 2009

Dependentes das Tecnologias

Cada vez mais estamos mergulhados no mundo da informática. Cada vez mais dependemos dos computadores, provedores, conexões, senhas, arquivos e variáveis. No sistema bancário, há mais máquinas trabalhando do que seres humanos.
 
As vendas via internet crescem ano após ano. Até mesmo relacionamentos afetivos têm seu início através da internet, onde praticamente pode-se encontrar qualquer tipo de serviço hoje em dia.
 
É inegável que grande parte da população mundial encontra-se dependente das tecnologias, mesmo as mais simples. Prova disso é quando ocorre um blecaute. Passar algumas horas sem energia elétrica, em casa ou no trabalho, paralisa tudo. Nada pode funcionar, não inventaram eletrodomésticos e computadores movidos á pilha.
 
Só então nos damos conta do quanto estamos dependentes. Seria um mal necessário? Afinal, desde a invenção da roda a humanidade procura evoluir. Mesmo que os benefícios de tal evolução cheguem para uma reduzida parcela da população mundial.
 
Em tempos nos quais o homem está praticamente refém da criatura que concebeu (seu próprio conforto), vale a pena adaptar alguns ditados populares, conforme sugestão enviada por e-mail (claro!). O ser humano evolui (será?), a vida se transforma, mas há verdades que não se modificam jamais.
 
- A pressa é inimiga da conexão.   
  
- Amigos, amigos, senhas à parte.
 
- A arquivo dado não se olha o formato.
 
- Para bom provedor uma senha basta.
 
- Não adianta chorar sobre arquivo deletado.
 
- Em briga de namorados virtuais não se mete o mouse.
 
- Mais vale um arquivo no HD do que dois baixando.
 
- Mouse sujo se limpa em casa.
 
- Melhor prevenir do que formatar.
 
- O barato sai caro. E lento.
 
- Quando a esmola é demais, o santo desconfia que tem vírus anexado.
 
- Quando um não quer, dois não teclam.
 
- Quem ama um 486, Pentium 5 lhe parece.
 
- Quem clica seus males multiplica.
 
- Quem com vírus infecta, com vírus será infectado.
 
- Quem envia o que quer, recebe o que não quer.
 
- Quem não tem banda larga, caça com modem.
 
- Quem nunca errou, que aperte a primeira tecla.
 
- Quem semeia e-mails, colhe spams.
 
- Quem tem dedo vai a Roma.com
 
- Um é pouco, dois é bom, três é chat ou lista virtual.
 
- Vão-se os arquivos, ficam os back-ups.
 
- Diga-me que computador  tens e direi quem és.
 
- Uma impressora disse para outra: “Essa folha é sua ou é impressão minha?”
 
- Aluno de informática não cola, faz backup.
 
- Na informática nada se perde, nada se cria. Tudo se copia... e depois se cola.
                                                 
Amém. Digite ESC para sair deste artigo.
Comentários

Visão de Mundo

Salathiel de Souza

Salathiel de Souza

Jornalista, professor e teólogo, iniciou carreira em 1996. Membro da Academia Ituana de Letras, é diácono transitório na Diocese de Jundiaí (SP) e autor de "Tudo Pela Missão! - Minha Experiência Missionária em Roraima".

Arquivo