Colunistas

Publicado: Segunda-feira, 26 de maio de 2014

Dádiva suprema

VI DOMINGO DA PÁSCOA

Maio, 25, 2014 – Liturgia: Ano “A”

Evangelho (João, 14, 15-21)

.........................................................................................................................................................

“”   Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos:

“Se me amais, guardareis os meus mandamentos, e eu rogarei ao Pai, e Ele vos dará um outro defensor, para que permaneça sempre convosco: o Espírito da verdade, que o mundo não é capaz de receber, porque não o vê nem o conhece. Vós o conhecereis, porque Ele permanece junto de vós e estará dentro de vós. Não vos deixarei órfãos. Eu virei a vós. Pouco tempo ainda, e o mundo não mais me verá,mas vós me vereis, porque eu vivo e vós vivereis. Naquele dia sabereis que eu estou no meu Pai e vós em mim e eu em vós. Quem acolheu os meus mandamentos e os observa, esse me ama. Ora, quem me ama será amado por meu Pai e eu o amarei e me manifestarei a ele”.

.........................................................................................................................................................

Tanto a primeira parte deste capítulo 14, visto na semana passada,  como o trecho de agora, transcrito acima – versículos de 15 a 21 – encontram palavras ininteligíveis, num primeiro momento, principalmente aos apóstolos.

Nesta segunda parte, mesmo ainda com referências genéricas, é onde Jesus explicita melhor suas palavras, pois se refere a um “outro defensor”.

Se até esses dizeres, referira-se a si e ao Pai, nessas últimas palavras Ele, Jesus, configura a Santíssima Trindade.

Fala sobre o Espírito da Verdade.

Trino, mas uno e indivisível, eis aí o mistério tríplice do Deus único!

Deus Pai, Deus Filho, Deus Espírito Santo. Um só Deus!

Pela fé, o cristão acredita incondicionalmente e, mais que isso, sente na alma e no espírito todas as benesses do Deus que a todos ama.

Prerrogativa superior e maior, dizerem-se todos e cada um, filhos de Deus.

Dádiva suprema.

                                                              João Paulo

Comentários

Reflexão Dominical

João Paulo

João Paulo

João Paulo, pseudônimo do jornalista Bernardo Campos, adotado para temas de espiritualidade.

Arquivo

20 dias atrás

Olhemo-nos de frente

14 de setembro de 2019

Ovelha desgarrada inquieta o Pastor

7 de setembro de 2019

O peso da cruz

Ariza Centro Veterinrio