Colunistas

Publicado: Domingo, 6 de setembro de 2015

Cura do corpo e da alma

Cura do corpo e da alma

 

 

23º. DOINGO DO TEMPO COMUM

06.09.2015  -  Ano “B” de Marcos

Evangelho (Mc. 7, 31-37)

...............................................................................................................................

“”    Naquele tempo, Jesus saiu de novo da região de Tiro, passou por Sidônia e continuou até o mar da Galileia, atravessando a região da Decápole.

Trouxeram então um homem surdo, que falava com dificuldade, e pediram que Jesus lhe impusesse a mão.

Jesus afastou-se com o homem para fora da multidão; em seguida colocou os dedos nos seus ouvidos, cuspiu e, com a saliva, tocou a língua dele. Olhando para o céu, suspirou e disse:

“Efatá”, que quer dizer “abre-te”.

Imediatamente seus ouvidos se abriram, sua língua se soltou e ele começou a falar sem dificuldade.

Jesus recomendou com insistência que não contassem a ninguém.

Mas, quanto mais ele recomendava, mais eles divulgavam. Muito impressionados, diziam:

“Ele tem feito bem todas as coisas: aos surdos faz ouvir e aos mudos falar”.   “”

...............................................................................................................................

É de se pensar, não afastadas outras motivações, que quando terceiros e populares intercediam a Jesus pela cura de alguém, muitos o fizessem de mera curiosidade. Por uma causa ou por outra, nunca se afaste o que havia de sadio e correto nas intervenções de Jesus.

A devoção ao Sagrado Coração é prática piedosa e de confiança amplamente disseminada, tanto que honra sobremaneira a população católica local o fato de que esta cidade centralize essa piedosa devoção, com sede nacional na Igreja do Bom Jesus. São frequentes as romarias de filiados à causa.

Enquanto a humanidade avança em conquistas, em todos os setores do desenvolvimento, paira soberana a barca acolhedora de Jesus, solícito e onipotente, a minorar dores e males da alma e do corpo.

João Paulo  

Comentários

Reflexão Dominical

João Paulo

João Paulo

João Paulo, pseudônimo do jornalista Bernardo Campos, adotado para temas de espiritualidade.

Arquivo

22 dias atrás

Olhemo-nos de frente

14 de setembro de 2019

Ovelha desgarrada inquieta o Pastor

7 de setembro de 2019

O peso da cruz

Ariza Centro Veterinrio