Colunistas

Publicado: Quarta-feira, 1 de novembro de 2017

Comunicação com os Mortos

Crédito: Internet Comunicação com os Mortos
É melhor dialogarmos e nos acertarmos enquanto estivermos vivos, porque depois...

É curioso que nesta nossa época, quando é tão fácil nos comunicarmos entre nós, os vivos, ainda haja quem tenha a pretensão de se comunicar com os mortos. Algumas filosofias e seitas julgam ser algo possível. Para os cristãos é inaceitável.

Uma das pistas para aceitar a impossibilidade de comunicação post mortem nos vem do próprio Jesus Cristo na famosa parábola do mau rico e do pobre Lázaro (Lc 16,19-31). O Mestre é claríssimo: ao término desta vida terrena surge um "grande abismo" entre os vivos e os mortos.

Sabemos que Deus pode comunicar algo através de sonhos, como fez com o profeta Daniel no Antigo Testamento. E que mandou um anjo falar em sonho a José, esposo de Maria de Nazaré (Mt 1, 20-21), no Novo Testamento. Há muitos exemplos, mas não se pode pensar que tal expediente seja corriqueiro.

Ao longo da história temos registros de mensagens que nos chegaram através de anjos, dos santos ou até mesmo de Nossa Senhora, mas sua autenticidade sempre foi verificada exaustivamente pela Igreja e são situações raríssimas.

A comunicação com os mortos, porém, é impossível de acordo com a doutrina cristã. Muitos foram os casos em que comprovou-se serem teatro, golpe e charlatanice as simulações de diálogos com o além. Em última análise, é algo que de Deus não vem. Afinal, vai contra a ordem das coisas estabelecidas pelo Criador.

A morte é sempre um evento traumático e por isso causa sofrimento aos que ficam. Não falta quem se aproveite da fragilidade emocional dos que se encontram enlutados e naturalmente abalados. Não faltam também os ingênuos, os ignaros e os deslumbrados que se deixam impressionar por qualquer show de luzes, gelo seco e outros efeitos especiais. Acreditem: se a comunicação com os mortos fosse possível o governo já estaria explorando esse serviço, cobrando altos valores dos interessados.

Para os cristãos a única maneira de falar com os falecidos é a oração. Rezando pela alma dos defuntos estamos honrando sua memória e mantendo vivos no coração os sentimentos nutridos por eles. Os cristãos acreditam que, no plano celeste, aqueles que nos precederam na morte também rezam em nosso favor.

Assim será até o dia em que finalmente chegar a nossa vez de partir desta vida para a outra. Portanto comunique-se bem com os que você ama enquanto permanecem vivos, porque depois vem o "grande abismo" e pra conversar de novo só lá no além.

Amém.

Comentários

Visão de Mundo

Salathiel de Souza

Salathiel de Souza

Jornalista, professor e teólogo, iniciou carreira em 1996. Membro da Academia Ituana de Letras, é sacerdote católico apostólico romano e autor de "Tudo Pela Missão! - Minha Experiência Missionária em Roraima".

Arquivo

14 dias atrás

CATÓLICO MEIA-BOCA

28 dias atrás

Chame o Padre!

27 de junho de 2019

Tudo, Menos Católico...