Colunistas

Publicado: Terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Chega de ser improdutivo!

Chega de ser improdutivo!

Em abril do ano passado, a revista The Economist publicou uma reportagem que causou um certo desconforto e embaraço entre nós, brasileiros. Não por ser uma reportagem particularmente ofensiva, mas por cuspir na nossa cara uma cruel verdade: "os brasileiros são gloriosamente improdutivos".

E é verdade. Entre outros fatores, a publicação chamava a atenção para o fato de nós crescermos menos que outros países dos chamados BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China, África do Sul) e nos dava a desonrosa dica de que devemos "sair do estado de estupor para ajudar a acelerar a economia".

Por conta disso, passei a questionar a minha própria produtividade. Conjecturei sobre quão produtivo ou improdutivo eu sou, no meu ambiente de trabalho, na minha casa, nas questões que envolvem meu crescimento pessoal. Descobri, insatisfeito, que tinha muito, muito a melhorar nesse quesito, principalmente porque estava produzindo muito pouco dadas as minhas capacidades e o tempo que possuo em mãos.

Mas como poderia treinar meu cérebro a mudar meu estilo de vida indolente, preguiçoso e naturalmente procrastinador?
Existiria algo que eu pudesse fazer a partir de AGORA que aumentaria minha produtividade diária?

Li, pesquisei e testei as mais diversas fórmulas. Por fim, compilei uma lista que, não apenas me ajudou a aumentar minha produtividade em quase 300% desde setembro do ano passado, como tornou meu trabalho mais leve e, por incrível que pareça, mais divertido. Confiram o que eu fiz pra mudar meus hábitos e como isso reflete em resultados:

1. Divida grandes trabalhos em tarefas menores e mais administráveis.

Sim! Imagine que você precisa entregar um grande relatório de 300 páginas até, digamos, o dia 10 do mês que vem. Com um número tão grande de páginas e uma tarefa tão difícil, nosso cérebro fica automaticamente desmotivado. Por isso, ao invés de focar em concluir as 300 páginas até o dia 10, fixar um número mínimo de páginas que devem ser feitas em um único dia pode ser extremamente motivador. 10 páginas, quem sabe? 20? 50? Talvez 5 por hora, incluindo aquela pausa pro cafezinho?
Falando assim, parece "trocar seis por meia dúzia", mas não é. Quando você quebra uma tarefa grande em tarefas menores,  sua produtividade aumenta, e muito. Isso porque o ato de concluir uma tarefa, por menor que seja, dá ao seu cérebro a sensação de dever cumprido, e com tarefas pequenas e simples isso acontece de forma mais fácil e numa frequência maior. É possível que, ao adquirir este hábito, mesmo que você se proponha a fazer apenas as tais 10 páginas por dia, você acabe fazendo muito mais.

2. Trace seus objetivos por escrito.
Ao escrever seus objetivos ou as tarefas que você tem a cumprir, seja num papel ou montando uma planilha no computador, suas chances de concluí-las a tempo sobem até 33%.

3. Se algo precisa de menos de 2 minutos pra ser feito, faça imediatamente.
Isso é óbvio, mas para o nosso cérebro nem sempre é assim. Muitos de nós, eu incluso, tendem a deixar tarefas muito fáceis pra serem feitas mais tarde, o que acaba acumulando-as. Quando acumulam demais, o que antes eram tarefas simples e curtam passam a ser encaradas por nosso cérebro como uma tarefa muito grande e muito complicada. Isso diminui nossa vontade de realizá-las!

4. Quanto mais cedo, melhor.
Os passarinhos que levantam e trabalham cedo são menos stressados que as corujas noturnas que trabalham de madrugada. Começar cedo e terminar cedo é mais instigante e proporciona um maior aproveitamento das energias.

5. Estabeleça prazos, de preferência, curtos.
Ao aproximarmos de uma "deadline", nosso cérebro tende a mobilizar suas melhores habilidades na urgência de concluir determinada tarefa. Portanto, metas são importantes, mas prazo pra cumpri-las é essencial.

6. Não faça várias coisas ao mesmo tempo.
Existe um grande mito de que quando realizamos multitarefas, conseguimos realizar muito mais coisas. Na verdade, é exatamente o oposto: tentar fazer várias coisas pode reduzir sua produtividade em até, pasme, 40%.

7. O mais importante de todos: trabalhe de bom humor!
O bom humor aumenta a criatividade, a motivação, a vontade de fazer as coisas e, obviamente, a produtividade. Um ambiente de trabalho leve ajuda muito, e provavelmente é o que me fez ter um tremendo sucesso desde que comecei a buscar por melhorias no meu desempenho.

Comentários

Papo Cabeça

Rafael Cavacchini

Rafael Cavacchini

Empresário, romancista, redator, crítico político e antropólogo. Escreve utilizando linguagem ácida e direta, sem abandonar a ética nem apelar pra demagogia desnecessária.

Arquivo

Ariza Centro Veterinrio