Colunistas

Publicado: Quarta-feira, 30 de março de 2011

Cenourinha da Alegria

Crédito: Internet Cenourinha da Alegria

Não sou da capoeira, embora admire este esporte tão brasileiro. Mas não tive como deixar de me entristecer ao receber a notícia da morte do Luís Carlos Pereira, mais conhecido como Nicalo. Ou então, como prefiro recordar, o famoso palhaço Cenourinha.

Eu o conheci muitos anos atrás, nas primeiras coberturas que fiz como jornalista. Foi especificamente numa Festa do Peão, onde Cenourinha trabalhava divertindo o público com seus pulos e estripulias durante os intervalos do rodeio. Era contagiante vê-lo em ação, misturando acrobacias e tombos propositais.

Vi também Cenourinha atuando junto ao comércio ituano em determinadas épocas do calendário comercial. Era contratado por lojas com o objetivo de atrair os clientes e diverti-los. Impossível não notar sua presença, não apenas devido aos trajes coloridos, mas sobretudo pela habilidade que tinha de angariar a simpatia de qualquer desconhecido que passasse pela rua.

A morte trágica do Luís Carlos levou o Cenourinha junto. Nicalo deixará muita saudade entre os capoeiristas da região. E Cenourinha deixa uma lacuna cada vez mais difícil de ser preenchida: hoje nem todos se interessam pela arte das palhaçadas e os que levam jeito andam quase todos em Brasília (DF).

Fica no vazio que sentimos uma sensação de revolta contra a violência. Fica também um sentimento de que as coisas não deveriam ser assim. Mas o que deve prevalecer são as boas lembranças daquelas pessoas que nos deixam. Cenourinha sempre espalhou alegria por aqui. Que esta alegria permaneça viva em nossas memórias.

Comentários

Visão de Mundo

Salathiel de Souza

Salathiel de Souza

Jornalista, professor e teólogo, iniciou carreira em 1996. Membro da Academia Ituana de Letras, é sacerdote católico apostólico romano e autor de "Tudo Pela Missão! - Minha Experiência Missionária em Roraima".

Arquivo

23 dias atrás

OBRIGADÍSSIMO, ITU.COM!

18 de setembro de 2019

Padre Bento e o Xis da Questão

7 de setembro de 2019

CATÓLICO MEIA-BOCA

Ariza Centro Veterinrio