Colunistas

Publicado: Quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Caro Prefeito Gazzola

Crédito: Internet Caro Prefeito Gazzola
Desejo-lhe um ótimo governo, pois o povo de Itu quer e precisa confiar em alguém.

Somos amigos nas redes sociais e temos muitas amizades em comum. Nunca freqüentei a sua casa, nem conheço a Patrícia ou as crianças. Conversar de verdade, aquele bom papo, nunca o fizemos. Tampouco fui seu paciente no consultório odontológico. Permita-me, com a devida vênia, expressar-me neste texto de modo um tanto informal. Afinal somos filhos da mesma terra, unidos pelo amor à Fidelíssima.

Quem não está por dentro dos meandros da administração pública só pode mesmo imaginar o tamanho do enrosco em que você se meteu. Pelo que dizem, Itu vai mal das pernas. Não quero atribuir culpas. Só sei que dói bastante verificar tantas insatisfações do nosso povo, desde a elite até a população mais carente.

A sensação é de que a nossa cidade está à margem. Reina uma certa desesperança, um descrédito geral da classe política local, até mesmo um conformismo negativo com o rumo que as coisas tomaram. Não sou administrador público, portanto falarei só do que conheço. Com humildade, dou-lhe umas dicas, que você acolhe se desejar.

Comece com Deus e com os valores do Evangelho. Neste ponto fiquei feliz, ao saber que seu gabinete na Prefeitura já foi devidamente abençoado por um sacerdote. Depois, continue sendo um bom marido e pai de Família. De nada vale ser bom governante ao custo de uma família infeliz. Não se esqueça dos seus antepassados, jamais desonre as suas origens.

Continue sendo dentista, mantenha seu consultório aberto. Ali continuará sendo o seu termômetro, o seu contato real com as pessoas reais. Um ofício, nobre como tantos outros, jamais deve deixar de ser exercido. Dedique alguns horários ao atendimento público, nos postos municipais de saúde.

Seja honesto e fiel no trato da coisa pública. O nosso povo clama por mais transparência, já não suporta mais o que é feito por debaixo dos panos. Os eleitores precisam e querem confiar em alguém. Vale o conselho dado à mulher de César: não basta você ser honesto, tem que provar diariamente cada uma das suas virtudes.

Não coloque conveniências políticas acima dos interesses da população. O povo quer um governante mais preocupado com o prato de comida na mesa de todos do que com os arranjos políticos para a reeleição. Trabalhe incansavelmente, pois há milhares de desempregados, enfermos, crianças, idosos e jovens estudantes que dependem diretamente do seu suór e do seu cansaço.

Tenha em mente que governar é um fardo, não uma benesse. Haverá lágrimas? Talvez. Mas temos um povo que chora todos os dias por causa da ineficiência dos governantes. Haverá dilemas? Pode ser. Mas tem gente que não sabe mais a razão de continuar insistindo na luta diária. Haverá trevas? Sem dúvida, inevitável. Mas que nelas você encontre a luz no fim do túnel pela qual tanta gente anda desesperada.

Quem sou eu para dar conselhos? Eu sou ninguém, mas também sou alguém. Sou alguém que, de coração, se preocupa com o povo. Deus não me deu o dom de administrar uma cidade, nem o de suportar os bastidores da Política a ponto de servir o povo em algum cargo público. Porém, Deus me deu os dons de rezar e de ter esperança. O que eu espero é que você possa ser um bom Prefeito, para o bem da nossa amada Itu e de tantos ituanos, ituanas e ituenses.

Vou rezar, pois não será fácil! Dos 122.513 eleitores de Itu, você recebeu os votos de 22.582. Ainda resta conquistar a confiança de outras 99.931 pessoas que não o escolheram como Prefeito. Nos seus 1.460 dias de governo, terá que convencer cerca de 70 pessoas por dia...

Quando penso nesse seu mandato, que está apenas começando, vejo-o como uma formiga diante de um elefante. Mas isso não significa, de per si, uma desvantagem. De onde venho sei de um Davi que venceu Golias (1 Sm 17, 1-58); de um Jovem de Nazaré que venceu a Morte (Mt 28, 1-10) e que quando somos fracos é que somos fortes (2 Cor 12,10).

Desejo-lhe um ótimo e fecundo governo, assim como toda a população de Itu, nossa tão querida Roma Brasileira! Fiquem com Deus e abraços saléticos!

Amém.

Comentários

Visão de Mundo

Salathiel de Souza

Salathiel de Souza

Jornalista, professor e teólogo, iniciou carreira em 1996. Membro da Academia Ituana de Letras, é sacerdote católico apostólico romano e autor de "Tudo Pela Missão! - Minha Experiência Missionária em Roraima".

Arquivo