Colunistas

Publicado: Segunda-feira, 22 de junho de 2015

Assim seja!

Assim seja!

 

 

12º. DOMINGO DO TEMPO COMUM

21.06.2015 – Liturgia do Ano “B”

Evangelho (Marcos, 4, 35-41)

...............................................................................................................................

“”    Naquele dia, ao cair da tarde, Jesus disse a seus discípulos:

“Vamos para a outra margem!”

Eles despediram a multidão e levaram Jesus consigo, assim como estava, na barca. Havia ainda outras barcas com ele.

Começou a soprar uma ventania muito forte e as ondas se lançavam dentro da barca, de modo que a barca já começava a se encher. Jesus estava na parte de trás, dormindo sobre um travesseiro. Os discípulos o acordaram e disseram:

“Mestre, estamos perecendo e tu não te importas?”

Ele se levantou e ordenou ao vento e ao mar:

“Silêncio! Cala-te!”

O vento cessou e houve uma grande calmaria.

Então Jesus perguntou aos discípulos:

“Por que sois tão medrosos? Ainda não tendes fé?”

Eles sentiram um grande medo e diziam uns aos outros:

“Quem é este, a quem até o vento e o mar obedecem?”

...............................................................................................................................

A confiança em Deus é do tamanho daquela que cada qual tem consigo.

Por isso mesmo, no mais das vezes, ela é imperfeita ou insuficiente e dele, Jesus, a gente se lembra quase que somente nos momentos difíceis. Bem ao jeito dos apóstolos, naquela barca, embora eles já, com uma certa convivência com o Mestre.

Entretanto, se não se afasta o homem dele, Jesus, - sempre Ele, Jesus – aos poucos tem condição de criar um alicerce razoável de segurança e, a insistir nessa senda, chega-se ao ponto do equilíbrio.

Os santos, assim reconhecidos pela Igreja, esses perseveraram e chegaram ao cume da glória.

Quem não sabe porém que, no anonimato, existam ainda em tempos de agora almas de escol?

O fulcro da mensagem entretanto salta aos olhos, o da certeza por parte de Jesus de que, se o comum das pessoas se esquece e se distrai, Ele não! Conta-se com Jesus, Nosso Senhor, em todos os minutos desta vida. Basta que cada qual o procure e perceba que justamente nessa aproximação é que se alcança a salvação e a paz.

Assim seja!

                                                                                  João Paulo

Comentários

Reflexão Dominical

João Paulo

João Paulo

João Paulo, pseudônimo do jornalista Bernardo Campos, adotado para temas de espiritualidade.

Arquivo

18 dias atrás

Olhemo-nos de frente

14 de setembro de 2019

Ovelha desgarrada inquieta o Pastor

7 de setembro de 2019

O peso da cruz

Ariza Centro Veterinrio