Colunistas

Publicado: Sábado, 14 de abril de 2018

Asas de Sonhos

Crédito: imagem: Phil Stone Asas de Sonhos

 

Que asas de sonhos me levem adiante
Da vida às alturas, com fé prosseguir,
Ser nunca ferido – tampouco ferir –
De leve valsando ao som cativante
Do amor, com amor – um amor deslumbrante.
Não deixo a saudade que venha matar,
O único sopro da vida tomar
Que tenho nas asas, e espero até quando
O sonho se torna mais vivo e, voando,
Encontro o Senhor, Rei dos céus, terra e mar.


( ao estilo "galope à beira-mar" )

 

------

"Se subir ao céu, tu aí estás; se fizer no Seol a minha cama, eis que tu ali estás também; se tomar as asas da alva, se habitar nas extremidades do mar, até ali a tua mão me guiará e a tua destra me susterá."

Salmos 139:8-10

------  

"Mas os que esperam no Senhor renovarão as suas forças e subirão com asas como águias; correrão e não se cansarão; caminharão e não se fatigarão."

Isaías 40:31

------

Comentários

É Tempo de Poesia

George Gimenes

George Gimenes

Formado em Engenharia Elétrica pela Unicamp, poeta por vocação, publica online no "Recanto das Letras" e em seu blog "O Engenheiro Que Virou Poeta". Possui também publicações em livro solo e em antologias. Natural de Itu, reside com sua esposa no Canadá.

Arquivo

10 dias atrás

Mãe Inexplicável

21 de abril de 2019

Provérbio do Amor

14 de abril de 2019

Agravada Ofensa

25 de março de 2019

Primavera ao Norte

11 de março de 2019

Minha Terra, Canto Meu