Colunistas

Publicado: Sábado, 4 de novembro de 2017

As bem-aventuranças: dádivas de Jesus

FESTA DE TODOS OS SANTOS

Domingo, 5.11.2017 – Liturgia do Ano “A”

Evangelho (Mateus, 5, 1-12)

*

“”    Naquele tempo, vendo Jesus as multidões, subiu ao monte e sentou-se. Os discípulos aproximaram-se, e Jesus começou a ensiná-los:

“Bem-aventurados os pobres em espírito, porque deles é o reino dos céus.

Bem-aventurados os aflitos, porque serão consolados.

Bem-aventurados os mansos, porque possuirão a terra.

Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados.

Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia.

Bem-aventurados os puros de coração, porque verão a Deus.

Bem-aventurados os que promovem a paz, porque serão chamados filhos de Deus.

Bem-aventurados sois vós quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo tipo de malcontra vós por causa de mim.

Alegrai-vos e exultai, porque será grande a vossa recompensa nos céus.”    “”

*

Sim, inquestionavelmente, eis aí o rol confortador das autênticas dádivas asseguradas por Jesus, se o fiel nele crer e confiar.

Não há promessa de benevolências vãs nem condicionamentos.

É viver a vida e quase sempre os sobressaltos chegam e se vão e às vezes até retornam. Baldadas todas as dificuldades e mantida a confiança nele, Jesus, ele assegura peremptoriamente a certeza da recompensa nos céus.

É ele, Jesus, o porto seguro.

Aliás, ele mesmo o dissera:

Eu sou o caminho, a verdade e a vida!

                                                                         João Paulo                           

 

Comentários

Reflexão Dominical

João Paulo

João Paulo

João Paulo, pseudônimo do jornalista Bernardo Campos, adotado para temas de espiritualidade.

Arquivo

17 dias atrás

Olhemo-nos de frente

14 de setembro de 2019

Ovelha desgarrada inquieta o Pastor

7 de setembro de 2019

O peso da cruz

Ariza Centro Veterinrio