Colunistas

Publicado: Sábado, 18 de março de 2017

Apostolicidade

Apostolicidade

3º. DOMINGO DA QUARESMA - 19.03.2017

 Liturgia do Ano “A” de São Mateus

Evangelho, João 4, 5-42

                                                                                ..............................................................................................................................

Embora a liturgia sugira, para maior brevidade, uma segunda opção (João 5-15.19-26.39-42) para o evangelho deste domingo, mesmo essa se oferece um tanto alongada.

Vai-se hoje, pois, apenas e diretamente aos comentários, sem transcrição do texto bíblico, de vez que os dizeres do evangelho acima (João, 4, 5-42) a impedem, pela sua extensão, aos fins e propósitos deste humilde espaço.

Restrito assim ao curso normal na liturgia, o relato de hoje fala do encontro de Jesus com a pecadora, no poço de Jacó.

Com sede, o Mestre pede à samaritana que lhe dê água e, assim, provoca a admiração dela, pois judeus e samaritanos não se falavam.

E aí vem uma longa conversa em que Jesus aos poucos se dá a conhecer, por proceder a vários milagres ali mesmo, como se fora um adivinho ou mágico. Antes, contudo, lhe pede água e sugere que ela procurasse o marido, conquanto muito bem soubesse que a mulher fora companheira de vários homens. Mais admiração dela, portanto.

Até que a certa altura ela proclama:

“Senhor, vejo que és um profeta!”

Logo em seguida chegaram os discípulos, preocupados pelo fato de Jesus ainda não ter se servido de nenhum alimento. A essa preocupação, Jesus proclama:

“O meu alimento é fazer a vontade daquele que me enviou e realizar a sua obra.”

Sabedores desse episódio pela própria mulher, muitos samaritanos se converteram e vieram ter com Jesus, desejosos de permanecer junto dele.

Esse procedimento do Mestre evidencia de qual magnitude deve ser a acolhida a pessoas, conhecidas ou não, todas porém e em princípio, filhos e filhas de Deus.

O exercício da apostolicidade.

Há que se conceder – sinal dos tempos – haja porém algum cuidado por causa da devassidão: a difícil tarefa de se estabelecer o que seja bom senso na atualidade.

Orar.

Orar sempre.

Orar confiantemente.

                                                                       João Paulo

Comentários

Reflexão Dominical

João Paulo

João Paulo

João Paulo, pseudônimo do jornalista Bernardo Campos, adotado para temas de espiritualidade.

Arquivo