Colunistas

Publicado: Quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Anjo da Guarda

Crédito: Internet Anjo da Guarda
Por via das dúvidas, é melhor acender vela também.

Trabalhando numa entrega na capital paulista, estavam no carro o marido e a mulher, que no banco de trás acompanhava a filha recém-nascida, com apenas 40 dias de vida, devidamente sentada na cadeirinha. Uma tentativa de assalto acabou com a beleza da cena de uma família unida na tranqüilidade.

Ao volante, o marido ficou apavorado. Fez um movimento brusco com o carro e o bandido reagiu. Com seu revólver, fez sete disparos. Três tiros acertaram as costas do motorista. Mesmo baleado, ele chegou a andar cerca de 20 quilômetros em busca de algum tipo de ajuda.

No banco de trás a esposa em desespero. A seu lado, a filhinha chorava assustada. O homem não agüentou os ferimentos e perdeu o controle do carro. Capotou várias vezes. A neném foi arremessada longe do veículo, cerca de 20 metros longe.

Isto aconteceu de verdade, no início desta semana. A mulher saiu do episódio com ferimentos leves. Apesar dos tiros nas costas, seu marido permanece hospitalizado e estável. O grande milagre foi a filhinha do casal, com apenas 40 dias de idade, não ter sofrido uma mísera escoriação. Nada, nadinha.

Com tanta desgraça acontecendo por aí, com o tremendo susto pelo qual passou o referido casal, como não acreditar que foi um Anjo-da-Guarda o responsável pelo pior não ter acontecido?

Há quem não acredita em coisas sobrenaturais. Há quem não tenha qualquer tipo de fé. Mas, por via das dúvidas, vou acender uma vela reforçando a amizade com o meu Anjo-da-Guarda. Sugiro que você faça o mesmo!

- Faça seu comentário e mande sua sugestão de assunto para o artigo seguinte!

Comentários

Visão de Mundo

Salathiel de Souza

Salathiel de Souza

Jornalista, professor e teólogo, iniciou carreira em 1996. Membro da Academia Ituana de Letras, é sacerdote católico apostólico romano e autor de "Tudo Pela Missão! - Minha Experiência Missionária em Roraima".

Arquivo

13 dias atrás

CATÓLICO MEIA-BOCA

26 dias atrás

Chame o Padre!

27 de junho de 2019

Tudo, Menos Católico...