Colunistas

Publicado: Domingo, 18 de outubro de 2009

Amor por engano

CENA 1: O telefone toca. Ela atende e ouve uma voz masculina no aparelho.

- Alô? Eu gostaria de falar com a Margarida, por favor.
- Aqui não tem ninguém com esse nome, não.
- Mas como não? Ela mesmo me passou esse número!
- Tem certeza? Qual número o senhor discou?
- Senhor? Senhor, não, que não sou nenhum idoso.
- Está bem. Para qual número você ligou?
- Liguei para o 9844-5324...
- Ah, mas aqui é o 9844-5234!
- Nossa! Então devo ter discado errado. Perdão.

CENA 2: O telefone toca novamente, depois de alguns minutos. Ela atende a mesma voz masculina.

- Alô? É da casa da Margarida?
- Não, meu senhor... O senhor discou errado de novo?
- Olha, já disse que não sou senhor. Estou no auge do meu vigor...
- Pode até ser, mas quem não deve estar no auge é o seu aparelho telefônico. Você discou errado outra vez.
- Não e não. Tenho certeza de que, desta vez, disquei certinho. Fiz pausadamente, até.
- Então o problema deve estar no seu dedo.
- Talvez seja algo errado com a companhia telefônica. Sabe como é: a gente disca um número e cai em outro...
- Sim, pode ser. Mas o fato é que não tem ninguém aqui com o nome de Margarida.
- Ah... Pois é... Você não tem nenhuma amiga com esse nome? A Margarida que eu procuro me disse que mora no bairro dos Antúrios...
- Não, não. Minha casa aqui é no bairro dos Gerânios. E não lembro de conhecer nenhuma Margarida, nem no meu bairro e nem na cidade.
- Hum. Bom, fazer o que? Eu gostei tanto dela, sabe... Conheci semana passada, num barzinho... Tão simpática, bonita... Pensei até que poderia ser uma boa namorada.
- Ah, mas isso é muito complicado hoje em dia. Não acha? Por isso não dou meu telefone para ninguém. Com tanta gente não querendo nada de sério por aí, melhor ficar sozinha do que mal acompanhada!
- Concordo totalmente com você! Aliás... Você gosta de MPB? Sei que tem um barzinho com música ao vivo aí no bairro dos Gerânios, dizem ser muito bom...

CENA 3: Na mesa de um bar, ao som de Tom Jobim, o casal ri da forma como se conheceram: através de um telefonema errado. Dali saíram para namorar, casar e ter três filhos. Nunca se soube o paradeiro de Margarida.

Comentários

Visão de Mundo

Salathiel de Souza

Salathiel de Souza

Jornalista, professor e teólogo, iniciou carreira em 1996. Membro da Academia Ituana de Letras, é diácono transitório na Diocese de Jundiaí (SP) e autor de "Tudo Pela Missão! - Minha Experiência Missionária em Roraima".

Arquivo