Colunistas

Publicado: Sexta-feira, 3 de agosto de 2018

Aborto é uma pena!

Crédito: Internet Aborto é uma pena!
Aborto também é uma forma de pena de morte.

Qualquer pesquisa de boteco conclui facilmente que a ampla maioria dos brasileiros são contra o aborto. Embora o “não matarás” seja preceito básico de diversas expressões de espiritualidade, a contrariedade ao aborto independe de argumentos religiosos. Abortar uma criança no ventre é contra a ética, contra a moral, contra a filosofia e a potencialidade humana, contra o bom senso e o instinto de sobrevivência que todos carregamos em nosso DNA.

Não obstante tudo isso, volta e meia o lobby abortista ressurge. Muitas das vezes atua no Executivo e nas mídias em geral. Recentemente vem atuando com vigor no Judiciário. Hoje o Supremo Tribunal Federal (STF) realiza audiência pública para discutir, mais uma vez, o que já cansou de ser discutido: a legalização ou não do aborto. Os magistrados, conhecedores do povo, sabem da verdade que a população não aprova essa escabrosa idéia.

Vem aí muita conversa fiada, muitos argumentos e muito destempero. O brasileiro comum não sabe ter bom senso, mas somente o senso comum. Não me espanta que a nossa sociedade esquizofrênica consiga a proeza de ser contra a pena de morte e a favor do aborto. Não que eu aprove qualquer uma delas, claro. Defendemos a dignidade da vida humana de forma integral e inegociável.

O aborto é uma forma de pena de morte. Só não entende isso quem não quer. A criança é condenada pelo egoísmo dos adultos, sem nada ter feito para deixar de merecer o sagrado direito a existir.

Comentários

Visão de Mundo

Salathiel de Souza

Salathiel de Souza

Jornalista, professor e teólogo, iniciou carreira em 1996. Membro da Academia Ituana de Letras, é diácono transitório na Diocese de Jundiaí (SP) e autor de "Tudo Pela Missão! - Minha Experiência Missionária em Roraima".

Arquivo