Colunistas

Publicado: Domingo, 12 de janeiro de 2014

A um tempo, humildade e obediência

A um tempo, humildade e obediência
 

BATISMO DO  SENHOR
Domingo, 12.01.2014 - Ano "A", de Mateus
Evangelho (Mt. 3, 13-17)
........................................................................................................................................................................................
""   Naquele tempo, Jesus veio da Galileia para o rio Jordão, a fim de se encontrar com João e ser batizado por ele.
Mas João protestou, dizendo:
""Eu preciso ser batizado por ti e tu vens a mim?"
Jesus, porém, respondeu-lhe:
"Por enquanto deixa como está, porque nós devemos cumprir toda a justiça!"
E João concordou.
Depois de ser batizado, Jesus saiu logo da água.
Então o céu se abriu e Jesus viu o Espírito de Deus descendo como pomba e vindo pousar sobre Ele. E do céu veio uma voz que dizia:
"Este é o meu filho amado, no qual pus o meu agrado.".   ""
............................................................................................................................................................................................
Para maior alcance e compreensão dos fiéis, as traduções das letras sagradas tem sido expressas em linguagem cada vez mais simples. Daí serem encontrados termos sinônimos, diferentemente, aqui e ali.
A voz ouvida, no ato do Batismo de Jesus, ao mesmo tempo em que o Espirito Santo se manifesta na figuração de uma pomba, diz: "...no qual eu pus o meu agrado.
Sem levantar questões - mero e humilde parecer - quer-se pensar que a forma de dizer em outros textos e bem encontradiça seria bem mais forte. Veja: "... no qual pus toda a minha complacência".
Também de se ver aqui a humildade de João, num primeiro momento, ao considerar-se indigno de batizar o Mestre. Assim, falou, num sentimento vindo do seu coração.
Mas, de imediato, transparece outra virtude de João - a da obediência.
Aquiesceu e batizou Jesus.
Até a humildade, nas escrituras, se manifesta em suas possíveis conotações e circunstâncias.
João obedece e não questiona mais.
Algo que traz à lembrança o episódio da anunciação, quando a Virgem ponderara ao Anjo que não conhecia homem. Explicitado o milagre de que a concepção se operaria ppor obra do Espírito Santo, ela concordou de pronto.
 
                                                                  &nb
Comentários

Reflexão Dominical

João Paulo

João Paulo

João Paulo, pseudônimo do jornalista Bernardo Campos, adotado para temas de espiritualidade.

Arquivo

20 dias atrás

Olhemo-nos de frente

14 de setembro de 2019

Ovelha desgarrada inquieta o Pastor

7 de setembro de 2019

O peso da cruz

Ariza Centro Veterinrio