Colunistas

Publicado: Sábado, 6 de julho de 2019

A paz esteja em sua casa

REFLEXÃO DOMINICAL – 7.7.2019

14º. Do Tempo Comum – Ano C de Lucas

Evangelho (Lucas,. 10, 1-9)

......................................................................

 

“”    Naquele tempo, o Senhor escolheu outros setenta e dois discípulos e os enviou dois a dois, na sua frente, a toda cidade e lugar aonde ele devia ir.

E dizia-lhes:

“A messe é grande, mas os trabalhadores são poucos. Por isso, pedi ao dono da messe que mande trabalhadores para a colheita.

Eis que vos envio como cordeiros para o meio de lobos.

Não leveis bolsa nem sacola, nem sandálias e não cumprimentem ninguém pelo caminho!

Em qualquer casa que entrardes, dizei primeiro:

´A paz esteja nesta casa!´

Se ali morar um amigo da paz, a vossa paz repousará sobre ele; se não, ela voltará para vós. Permanecei naquela mesma casa, comei e bebei do que tiverem, porque o trabalhador merece o seu salário.

Não passeis de casa em casa.

Quando entrardes numa cidade e fordes bem recebidos, comei do que vos servirem, curai os doentes que nela houver e dizei ao povo:

´O reino de Deus está próximo de vós´.

......................................................................

 

A liturgia de hoje prevê no tocante ao evangelho, no capítulo 10, as seguintes opções: Lucas 10, 1-12,17-20 ou os versículos de 1 a 9, estes então os transcritos acima.

Numa avaliação simples e direta, de fato, Jesus preconiza a conduta adequada de como agir e propagar a palavra, por si sós, agora dois a dois.

Para tanto, prescreve regras de conduta e os previne para todas as surpresas, eis que compara a missão, como se cordeiros pudessem encontrar lobos no seu caminho.

Mais ainda; nada de indumentária além da própria e única.

Prescreve a saudação costumeira e consagrada nos evangelhos que, por sinal, bem entendido o recado àquela época, tivesse ele o condão de ser assumido por todos os comprometidos com os evangelhos, ontem e hoje, vida afora.

Trazidos assim para o tempo presente, não se peje ninguém de, a seu critério, talvez trazer para agora a mesma saudação a amigos todos, essa, a de que a paz esteja sempre presente na vida, por mais vicissitudes que surjam.

 

                                                                                  João Paulo

Comentários

Reflexão Dominical

João Paulo

João Paulo

João Paulo, pseudônimo do jornalista Bernardo Campos, adotado para temas de espiritualidade.

Arquivo