Colunistas

Publicado: Quarta-feira, 1 de março de 2017

A Mulher de Verdade

Crédito: Internet A Mulher de Verdade
A mulher de verdade é inteligente: não se deixa levar por qualquer ideologia maluca.

Há modinhas afirmando que a mulher pode ser tudo, menos feminina. A mulher "moderna" não precisa de ninguém, é desbocada, só faz o que deseja, não deve satisfações, veste o que bem entende (mesmo que isso a torne vulgar), não precisa ter filhos (tiram a liberdade e atrapalham a carreira profissional) e nem se casar (o homem só oprime e atrapalha).

A mulher de verdade exala feminilidade. Essa é sua característica básica. Sabe ser vaidosa na medida certa, busca a beleza que não vulgariza. Não é auto-suficiente, conta com pessoas que a amam. Não dá satisfação para quem não merece, mas partilha suas alegrias e angústias com quem se importa.

A mulher de verdade quer ser mãe porque sabe que esse é um dom especialmente reservado a ela. Está consciente de que, sem sua participação através da maternidade, a humanidade simplesmente não continuaria. Ela quer se casar. Tem um coração amoroso demais para ser desperdiçado em baladas e encontros casuais. Prefere viver com apenas um homem que ficar distraindo-se com muitos.

A mulher de verdade quer estudar e trabalhar, mas jamais coloca a carreira profissional acima da Família. Sabe que carreiras passam, trazem alguma satisfação mas não a verdadeira realização. Entende que os laços familiares jamais se desmancham, nem mesmo na eternidade.

A mulher de verdade não quer ser igual ao homem, imitando seus piores comportamentos. Não quer ser algo andrógino, nem mutilada e entupida de hormônios. Quer apenas as mesmas oportunidades que os homens.

A mulher de verdade não machuca, cuida. Não tem ódio, ama. Respeita-se e sabe se fazer respeitar. Sabe que temos na história humana muitos belos exemplos de mulheres de bem.

A mulher de verdade sabe que não tem só um dia no calendário para chamar de seu e que o dia da mulher é todo dia. Não se contenta com comemoraçõezinhas impostas pelo senso comum. É inteligente e não se deixa levar por qualquer ideologia maluca. Sabe ser mulher e não se descaracteriza, não refreia, não mutila e nem destrói a própria feminilidade.

De acordo com as minhas inúmeras amizades femininas, não é fácil ser mulher de verdade hoje em dia. Por isso as mulheres precisam do nosso amor, nosso apoio e nossas preces.

Deus nos ajude a eliminar da face da Terra os abusos, incompreensões e violências que as mulheres infelizmente ainda sofrem nessa nossa sociedade atual que alguns consideram "desenvolvida".

Amém.

Comentários

Visão de Mundo

Salathiel de Souza

Salathiel de Souza

Jornalista, professor e teólogo, iniciou carreira em 1996. Membro da Academia Ituana de Letras, é sacerdote católico apostólico romano e autor de "Tudo Pela Missão! - Minha Experiência Missionária em Roraima".

Arquivo