Colunistas

Publicado: Sábado, 11 de dezembro de 2010

A missão, hoje, é sua

Terceiro Domingo do Advento, 12.12.10.

Ano litúrgico nascente, o de Mateus.

Versículos de 2 a 11, capítulo 11.

 

“”  Naquele tempo, João estava na prisão. Quando ouviu falar das obras de Cristo, enviou-lhe alguns discípulos, para lhe perguntarem: “És tu aquele que há de vir ou devemos esperar outro?”

Jesus respondeu-lhes: “Ide contar a João o que estais ouvindo e vendo: os cegos recuperam a vista, os paralíticos andam, os leprosos são curados, os surdos ouvem, os mortos ressuscitam e os pobres são evangelizados. Feliz aquele que não se escandaliza por causa de mim!”

Os discípulos de João partiram, e Jesus começou a falar às multidões sobre João: “O que fostes ver no deserto? Um caniço agitado pelo vento? O que fostes ver? Um homem vestido com roupas finas? Mas os que vestem roupas finas estão nos palácios dos reis. Então, o que fostes ver? Um profeta?

Sim, eu vos afirmo, e alguém que é mais que profeta. É dele que está escrito: ‘Eis que envio o meu mensageiro à tua frente; ele vai preparar o teu caminho diante de ti’. Em verdade vos digo, de todos os homens que já nasceram, nenhum é maior do que João Batista. No entanto, o menor no reino dos céus é maior do que

ele.”

*** *** *** *** ***

A manesagem de João é tão incisiva e convincente que, a despeito de ser maltrapilho, granjeou discípulos em torno de si.

Prova certa de que para anúncio da verdade não se requerem vestimentas caras e deslumbrantes, mas tão apenas que venham do coração e da fé de quem anuncia o nome de Jesus.

Não que o Mestre não mereça requintes de demonstração de amor a Ele e à sua causa. É que, essencialmente, tais adendos não são imprescindíveis.

Por isso o precursor obteve êxito e ao anunciar a boa nova com destemor, desagrou e acabou preso.

Mesmo recolhido, a fé a concentração no seu mister, mantinha-se preocupado com o andamento das coisas. Chegaram-lhe ao conhecimento informes sobre Jesus e, assim, recorreu a amigos que procurasse certificar-se se era Ele a quem esperavam. Como resposta Jesus lhe manda a narrativa dos milagres operados, de proveito à alma e ao corpo.

E foi nesse contato dos primos entre si, através de amigos comuns, que estes ouviram o sublime elogio de Jesus a João, ao dize-lo o maior de quantos homens nasceram.

Fique só um complemento: a mesmíssima missão de João, hoje é sua.  

 

                                                                                      João Paulo                

Comentários

Reflexão Dominical

João Paulo

João Paulo

João Paulo, pseudônimo do jornalista Bernardo Campos, adotado para temas de espiritualidade.

Arquivo

22 dias atrás

Olhemo-nos de frente

14 de setembro de 2019

Ovelha desgarrada inquieta o Pastor

7 de setembro de 2019

O peso da cruz

Ariza Centro Veterinrio