Colunistas

Publicado: Segunda-feira, 20 de outubro de 2014

A limpidez da doutrina

29º. DOMINGO DO TEMPO COMUM

Ano “A”  -  19.10.2014

Evangelho (Mateus, 22, 15-21)

....................................................................................................................

“”    Naquele tempo, os fariseus fizeram um plano para apanhar Jesus em alguma palavra. Então mandaram os seus discípulos, junto com alguns do partido de Herodes, para dizerem a Jesus:

“Mestre, sabemos que és verdadeiro e que, de fato, ensinas o caminho de Deus. Não te deixas influenciar pela opinião dos outros, pois não julgas os homens pelas aparências. Dize-nos, pois, o que pensas; é lícito ou não pagar imposto a César?”

Jesus percebeu a maldade deles e disse:

“Hipócritas! Por que me preparais uma armadilha? Mostrai-me a moeda do imposto!”

Levaram-lhe então a moeda. E Jesus disse:

“De quem é a figura e a inscrição desta moeda?”

Eles responderam:

“É de César”.

Jesus então lhes disse:

“Dai, pois, a César o que é de César e a Deus o que é de Deus”.    “”

...................................................................................................................

A espiritualidade como tal anda bem longe de questões menores e implicitamente terrenas.

A virtude e o bem não se misturam nem se confundem com o mal e muito menos com as segundas intenções de credos inventados para angariar dinheiro e que, com isso, querem denegrir as religiões sérias e a católica em especial.

Exercitam e iludem com o comércio das curas e da prosperidade.

Esse intento maligno praticado por profetas falsos, como se depreende do evangelho, remonta aos séculos.

A palavra de Jesus, no entanto, está posta e clarificada com o exemplo de sua vida, com seus ensinamentos e com sua entrega no madeiro para tornar a salvação ao alcance de todos os homens, séculos afora.

Pode ser até que o caminho da Igreja seja às vezes pedregoso e a depender da confiança e convicção dos fiéis, mas acima de tudo de seus pastores, Sua Santidade o Papa, por excelência.

 Mas sem nenhuma hipótese ou chance de que a barca de Pedro possa soçobrar.

A doutrina cristã é límpida e clara.

Não dá azo a dúvidas.

                                                                                  João Paulo

Comentários

Reflexão Dominical

João Paulo

João Paulo

João Paulo, pseudônimo do jornalista Bernardo Campos, adotado para temas de espiritualidade.

Arquivo

22 dias atrás

Olhemo-nos de frente

14 de setembro de 2019

Ovelha desgarrada inquieta o Pastor

7 de setembro de 2019

O peso da cruz

Ariza Centro Veterinrio