Colunistas

Publicado: Segunda-feira, 16 de julho de 2018

A Igreja, no seu todo

REFLEXÃO DOMINICAL – 15.7.2018

 15º. do Tempo Comum - Ano B de Marcos

Evangelho (Marcos, 6, 7-13)

 

.........................................................................

 

“”     Naquele tempo, Jesus chamou os doze e começou a enviá-los dois a dois, dando-lhes poder sobre os espíritos impuros.

Recomendou que não levassem nada para o caminho, a não ser um cajado; nem pão, nem sacola, nem dinheiro na cintura.

Mandou que andassem de sandálias e que não levassem duas túnicas.

E Jesus disse ainda:

“Quando entrardes numa casa, ficai ali até vossa partida.

Se em algum lugar não vos receberem nem quiserem vos escutar, quando sairdes, sacudi a poeira dos pés, como testemunho contra eles!”

Então os doze partiram e pregaram que todos se convertessem.

Expulsavam muitos demônios e curavam numerosos doentes, ungindo-os com óleo.     “”

 

........................................................................

 

Objetivo e mestre por excelência, Jesus define a postura dos discípulos, bem ao molde do que ele próprio costumava fazer e agir, ou seja, o exercício e a prática da apostolicidade acima de tudo.

Bem se vê que tal atividade está a determinar dedicação absoluta por parte dos apóstolos e da mesma forma, por tradição e consequência, assim se compreende o exercício do sacerdócio católico, até os dias de hoje e sempre.

Não obstante, a todo cristão e fiel, qual seja seu ramo de atividade, há de não perder momentos e ocasiões de, em perfeito testemunho de sua vida pessoal, envolver-se o mais possível com a causa da Igreja.

Bem a propósito, a cada vez que se profere a oração do Credo, as pessoas confirmam acreditar exatamente nessa verdade, a da Comunhão dos Santos.

Dogma de fé, pela Comunhão dos Santos, irmanam-se os santos e anjos na glória, com os falecidos mas no purgatório e ainda com os vivos, estes desde que em estado de graça, isto é, despidos de pecados graves.

Daí se falar na Igreja já triunfante e na militante.

A Igreja santa assim, no todo, - a de Jesus, - a Católica, Apostólica e Romana.

 

                                                                                                   João Paulo

                                                                                        

 

 

 

Comentários

Reflexão Dominical

João Paulo

João Paulo

João Paulo, pseudônimo do jornalista Bernardo Campos, adotado para temas de espiritualidade.

Arquivo

18 dias atrás

Olhemo-nos de frente

14 de setembro de 2019

Ovelha desgarrada inquieta o Pastor

7 de setembro de 2019

O peso da cruz

Ariza Centro Veterinrio