Colunistas

Publicado: Sábado, 19 de setembro de 2015

A humildade leva ao Pai

A humildade leva ao Pai

 

 

TEMPO COMUM – 25º. DOMINGO 

20.9.2015 – Ano “B” de Marcos

Evangelho (Mc. 9, 30-37)

...............................................................................................................................

“”   Naquele tempo, Jesus e seus discípulos atravessavam a Galileia.

Ele não queria que ninguém soubesse disso, pois estava ensinando a seus discípulos.  E dizia-lhes:

“O Filho do Homem vai ser entregue nas mãos dos homens e eles o matarão. Mas, três dias após sua morte, ele ressuscitará”.

Os discípulos, porém, não compreendiam essas palavras e tinham medo de perguntar.

Eles chegaram a Cafarnaum.

Estando em casa, Jesus perguntou-lhes:

“O que discutíeis pelo caminho?”

Eles, porém, ficaram calados, pois pelo caminho tinham discutido quem era o maior.

Jesus sentou-se, chamou os doze e lhes disse:

“Se alguém quiser ser o primeiro, seja o último de todos e aquele que serve a todos!”

Em seguida, pegou uma criança, colocou-a no meio deles e, abraçando-a, disse:

“Quem acolher em meu nome uma destas crianças é a mim que estará acolhendo. E quem me acolher está acolhendo não a mim, mas aquele que me enviou”.

...............................................................................................................................

Aprender uma lição é dado a qualquer pessoa. O entendimento e captação do ensinamento, contudo, varia de um para outro, eis que todos não são iguais.

Entre os apóstolos existiam seguidores de variada tendência e cultura, embora na maioria gente muito simples.

Transpostas as lições para o cunho estritamente espiritual, as condições já se transformam, mudam e apresentam uma variedade no aproveitamento.

Foi assim, aos poucos, que entre os doze, todos foram se qualificando, influenciados sim pelo ensinamento do Mestre, mas conservada a individualidade de cada.

Também muito compreensível que lhes parecesse, até aquela altura, muito esquisitas as declarações de Jesus, principalmente a de que, Ele, Jesus, na esperança dos seus seguidores diretos, só poderia triunfar.

Mas Jesus fala de dores. Como entender?

Por último, a lição mestra, aquela dita por Jesus com uma criança no colo. Com a singeleza dos pequeninos se chega finalmente ao Pai.

                                                                                           João Paulo

Comentários

Reflexão Dominical

João Paulo

João Paulo

João Paulo, pseudônimo do jornalista Bernardo Campos, adotado para temas de espiritualidade.

Arquivo

20 dias atrás

Olhemo-nos de frente

14 de setembro de 2019

Ovelha desgarrada inquieta o Pastor

7 de setembro de 2019

O peso da cruz

Ariza Centro Veterinrio