Colunistas

Publicado: Quarta-feira, 5 de agosto de 2015

A Família Ideal Não Foge ao Natural

Crédito: Internet A Família Ideal Não Foge ao Natural
A Família formada por um Homem e uma Mulher com seus filhos ainda é o que melhor funciona para a sociedade.

Numa sociedade mal resolvida e em formação como a brasileira são comuns confusões por qualquer coisa. A defesa da Família Tradicional ilustra bem isso. O brasileiro típico arrepia-se à simples menção do termo. Ser "tradicional" deixou de ser bom, mesmo sendo o certo. O Palmeiras pode ser um time tradicional. Roberto Leal pode ser um cantor tradicional português. O pão-de-queijo pode ser um prato tradicional mineiro. Mas a Família não pode mais ser tradicional!

A Família Tradicional é ideal não por motivos religiosos e sim por um critério científico: em todos os tempos e lugares, nos mais diversos tipos de cultura, o núcleo básico da sociedade foi formado por um homem e uma mulher com seus filhos. Entre europeus ou aborígenes, na pré-História ou na Antigüidade, entre judeus ou xintoístas, a Família sempre obedeceu o que a própria engenharia da natureza fez funcionar no decorrer das eras. Esta ordem sempre existiu. Sempre foi assim. Não há o que negar.

Para os cristãos (86% dos brasileiros) os argumentos religiosos contam muito. Aos católicos basta recordar as falas do Papa Francisco. Muitos desinformados o tomam como um "modernoso" que mudará as estruturas da Igreja. Ledo engano! O Santo Padre é fiel à Doutrina: "Queremos reafirmar que a Família assim constituída, entre um homem e uma mulher, permanece o primeiro e principal sujeito construtor da sociedade e de uma economia humana" (Mensagem para a Semana Social dos Católicos Italianos, 13/09/13).

Colhemos agora os frutos podres da "geração divórcio" da década de 1980 para cá. A substituição do modelo tradicional de Família gerou jovens desnorteados e fracos ante os desafios da vida. As estatísticas comprovam o que vemos: jovens perdidos, confusos, sem valores e sem limites, caindo facilmente diante das drogas e do crime. Poucos desses jovens vieram de uma Família Tradicional...

As "modernices" do mundo, criativas e malucas, continuarão propondo outros modelos. As Famílias Tradicionais não podem e não devem ser demonizadas, pois ainda são o modelo que melhor funciona para a sociedade. É claro que há imperfeições também neste modo de ser Família. Há situações que preocupam e merecem cuidado. Mas, do jeito que as coisas estão caminhando, talvez vejamos ainda algumas bizarrices, tudo com a anuência do Estado e da sociedade alienada.

Não vale a pena, em nome da "diversidade", descaracterizar todo um conceito de Família baseado em critérios antropológicos, naturais, culturais e científicos.

Comentários

Visão de Mundo

Salathiel de Souza

Salathiel de Souza

Jornalista, professor e teólogo, iniciou carreira em 1996. Membro da Academia Ituana de Letras, é diácono transitório na Diocese de Jundiaí (SP) e autor de "Tudo Pela Missão! - Minha Experiência Missionária em Roraima".

Arquivo